domingo, 9 de setembro de 2007

O Fantástico Poder

Pela primeira vez na vida, ela sentiu o poder.

Agora podia fazer compras com sua aposentadoria, sair com as amigas sábado à tarde para jogar baralho e também podia fazer o almoço do jeitinho que ela adorava.

Podia dizer aos netos que dormissem lá e que a pipoca poderia ser inteirinha lambuzada de catchup.

Ela podia ocupar todo o espaço da cama de casal e deitada de olhos fechados, sonhar com o que não podia. Foi nesse momento que ela percebeu que podia ser livre!

Após a morte dele, tudo havia ficado melhor. Ela se sentiu poderosa depois que soube o que era poder.


Eduardo Franciskolwisk
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...