sexta-feira, 29 de agosto de 2008

O que é Jornalismo?

"Jornalismo é publicar o que alguém não quer que seja publicado; todo o resto é publicidade."

George Orwell


E não me perguntem quem é esse George, porque eu não sei... Vi essa frase num vídeo sobre a liberdade de imprensa e censura, gostei e copiei!

Abaixo, outras frases que eu gosto sobre JORNALISMO!

"Não se faz jornalismo sem se fazer vítimas."

"Jornalismo é separar o joio do trigo. E publicar o joio."

"A Imprensa não ganha eleição. Mas ajuda a perder."

"Às vezes, a única coisa verdadeira num jornal é a data."

"No jornalismo, quando um quer, dois entram em contradição."

"Médico acha que é Deus. Jornalista tem certeza."

"Alguns jornalistas são filhos da pauta."

"Imprensa é a arte de dizer que Lord Jones morreu a quem nunca soube que Lord Jones existiu."

"Só existem duas maneiras de fazer carreira em jornalismo. Construindo uma boa reputação ou destruindo uma."

"Não foi o mundo que piorou. As coberturas jornalísticas é que melhoraram muito."

"Quem não sabe que a liberdade de imprensa produz abusos? Mas quem não percebe, igualmente, que a extinção de liberdade de imprensa produziria abusos muito maiores?"

Amanhã (ou hoje ainda...) vou ver se escrevo sobre o por quê do meu interesse em jornalismo. Sei lá o que vai sair, mas eu vou tentar.

Eduardo Franciskolwisk

sábado, 23 de agosto de 2008

Italianas: EU VÔ!!!

As brasileiras que me desculpem, mas as italianas são as mulheres mais bonitas e gostosas do mundo.

A prova disso está numa matéria do Pânico na TV com o Christian Pior e Sabrina
Sato. Eles viajaram para a Grécia e gravaram numa praia de Mykonos. Foi ao ar no domingo do dia 17 de agosto e os links do You Tube são esses:

Parte 1 – http://www.youtube.com/watch?v=g0-MwzDHzfI

Parte 2 –
http://www.youtube.com/watch?v=WedMlVnxjE0

As mulheres também
podem assistir porque não tem nada de pornográfico e é engraçado pra caramba. Só peço que elas não fiquem com inveja, hehehe. Mas prestem atenção que até o Christian Pior que é gay também acha as italianas lindas. E a Sabrina elogia muitas vezes as meninas na praia.

As italianas são diferentes das mulheres do resto da Europa. São brancas, mas não albinas. Têm olhos lindos (e isso já é meio caminho andado pra mim). Têm peito, bumbum e pernas na quantidade exata, não precisa tirar e nem pôr! Barriga lisinha... uau! Elas, lógico, falam italiano! Quer coisa mais romântica?

O Brasil é um povo feito da mistura de vários outros povos. E aí, estão incluídos os italianos! Por isso, aqui tem muita garota “italiana”: linda, gostosa e com olhos fantásticos!

Não estou iludido, achando que todas são perfeitas! Eu sei que lá na Itália também deve ter as aberrações da natureza. São aqueles casos onde a mãe joga a filha fora e cria a placenta. Nessas, eu NUM VÔ!!!

Mas nas gatinhas lindas, EU VÔ!!!


Eduardo Franciskolwisk

quarta-feira, 13 de agosto de 2008

Por favor, não encham o meu saco!

Eu odeio quando estou fazendo alguma coisa e vem alguém encher o saco. Principalmente quando estou escrevendo.

Tira toda a minha concentração. Meus pensamentos perdem o rumo. Não consigo mais direcionar minhas idéias. Fico perdido como um cego pelado no meio de um tiroteiro. E é tão difícil, tão cansativo tentar colocar a minha concentração e meus pensamentos no lugar onde estavam que eu, na maioria das vezes, desisto.

É por isso que eu tenho tantos textos inacabados. Tenho vários arquivos word com apenas uma linha e alguns rabiscos com a idéia central do que eu gostaria de escrever naquele momento, para talvez escrever depois. Mas nunca funciona porque a idéia e a empolgação não são as mesmas.

“A porta mais bem fechada é aquela que pode ser deixada aberta.” A pessoa que escreveu esta frase devia ter o mesmo problema que eu. Ela também deve ter percebido que quando a porta do quarto está aberta, escancarada, ninguém vem nos amolar. Basta fechar a porta, trancando ou não, para que as visitas comecem a chegar. É como se pensassem “Hum... ele fechou a porta... Deve estar fazendo alguma coisa interessante ou errada lá dentro. Fiquei curioso, vou lá ver...”.

Hoje, por exemplo, não tem ninguém da minha família em casa. Mas foi só eu fechar a porta para que viessem me encher 3 vezes. Se eu disser que enquanto escrevia este parágrafo, me encheram mais 2 vezes, alguém aí acreditaria? E quem disse que eu quero saber que a tomada deu curto-circuito... ontem...

O pior de tudo é que quando eu preciso que me encham o saco, quando eu quero que isso aconteça por estar me sentido sozinho no mundo, isso nunca acontece. Só acontece quando eu quero ficar sozinho. Até no MSN isso acontece. Quando estou on-line, fazendo plantão pra conversar com alguém, não aparece ninguém! É só eu mudar os status para “Ocupado”, “Volto logo” ou “Ausente”; e as pessoas puxam papo.

É sempre assim, isso é pura matemática:
Quero ficar sozinho = Muita gente em cima de mim.
Quero muita gente em cima de mim = Sempre fico sozinho.

Então, vamos combinar o seguinte. Quando a minha porta estiver aberta, entre! Mas quando estiver fechada, por favor, não encham o meu saco!

Eduardo Franciskolwisk
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...