quinta-feira, 21 de janeiro de 2010

Ajuda aí: sobre o que escrevo?

sem ideiasDeixei uma mensagem no meu MSN. Dizia “Ajuda aí: sobre o que eu escrevo no meu blog?”. Recebi algumas dicas, algumas opiniões. Todas muito boas.

“O terremoto no Haiti foi físico. Aqui no Brasil o terremoto é constante e é um terremoto moral. Escreve sobre isso.”

É muito difícil escrever sobre isso. Na minha opinião, o terremoto que aconteceu no Haiti foi o golpe final. Aquele golpe superpoderoso que você dá em alguém que já está morrendo só para mostrar sua superioridade. Mas de certa forma isso foi bom para o país. Os olhos do mundo estão voltados para lá e pela primeira vez o mundo inteiro está disposto a ajudá-los (ou explorá-los de novo?). Talvez, agora a estrutura que eles terão seja melhor do que antes (eu duvido disso).

O Haiti é o país mais pobre das Américas. Foi o primeiro a se tornar independente, mas por causa da ditadura nunca conseguiu ir para frente. Os ditadores eram apoiados pela França e pelos EUA. Então, foram 200 anos de pau no rabo deles e isso não levanta a moral de ninguém. No Haiti tem terremoto físico e moral. Aqui no Brasil, o terremoto moral é por causa dos políticos ladrões (isso é pleonasmo, eu sei) e por nossa causa porque somos acomodados. Rimos do cara que põe dinheiro roubado na cueca mesmo quando não temos nenhum dinheiro para pôr no bolso. No Brasil não tem terremotos físicos.

Também pediram para eu escrever sobre como as meninas do Rio de Janeiro são legais. Eu disse que não poderia fazer isso porque não conheço as meninas do Rio. Mas que elas são bonitas, isso são. Ninguém pode negar.

Outra pessoa pediu para que eu escrevesse sobre as fotos das embalagens de pizzas semiprontas. Na embalagem é uma lindeza, queijo pra todo lado e azeitonas em seus devidos lugares. E na realidade é pouco queijo pra cá e nenhum queijo pra lá, as azeitonas também estão pra lá onde não tem nada de queijo... Mas as fotos são pra isso. Essa é a magia da fotografia: enganar. Principalmente depois do Photoshop. Aproveite e fique bem na foto você também. Com o tempo aprendi que a verdade não vale muita coisa. O que vale é a ilusão que está na nossa cabeça sobre determinado produto ou pessoa. Gostamos de belas mentiras.

Eu não esperava que tantas pessoas dessem dicas sobre o que eu poderia escrever. Mas está aí, o meu ponto de vista sobre estes assuntos.

Eduardo Franciskolwisk

Um comentário:

  1. Este esta entre os seus posts q mais gostei. Foi legal contar sobre os palpites e escrver memso sobre eles.
    E acho que desta vez nossos pots estão meio que sincronizados...dá uma olhada e veja se concorda.



    beijos

    *"tell me lies, sweet little lies" Michael Franti

    ResponderExcluir

Leitores, se forem comentar como anônimo por facilidade, peço que deixem pelo menos seus primeiros nomes como assinatura.

Mas se fizerem questão do anonimato, não tem problema!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...