quinta-feira, 4 de março de 2010

Não sei explicar

Non me lo so spiegare

Cantam: Laura Pausini e Tiziano Ferro

Un po' mi manca l'aria che tirava

O semplicemente la tua bianca schiena..nananana

E quell’orologio non girava

Stava fermo sempre da mattina a sera.

Come me lui ti fissava

Io non piango mai per te

Non farò niente di simile...nononono

Si, lo ammetto, un po' ti penso

Ma mi scanso

Non mi tocchi più

 

Solo che pensavo a quanto è inutile farneticare

E credere di stare bene quando è inverno e te

Togli le tue mani calde

Non mi abbracci e mi ripeti che son grande,

Mi ricordi che rivivo in tante cose...nananana

Case, libri, auto, viaggi, fogli di giornale

Che anche se non valgo niente perlomeno a te

Ti permetto di sognare

E se hai voglia, di lasciarti camminare

Scusa, sai, non ti vorrei mai disturbare

Ma vuoi dirmi come questo può finire?

Non me lo so spiegare

Io no me lo so spiegare

 

La notte fonda e la luna piena

Ci offrivano da dono solo l'atmosfera

Ma l'amavo e l'amo ancora

Ogni dettaglio è aria che mi manca

E se sto così..sarà la primavera..

Ma non regge più la scusa...

 

Solo che pensavo a quanto è inutile farneticare

E credere di stare bene quando è inverno e te

Togli le tue mani calde

Non mi abbracci e mi ripeti che son grande,

Mi ricordi che rivivo in tante cose...nananana

Case, libri, auto, viaggi, fogli di giornale

Che anche se non valgo niente perlomeno a te

Ti permetto di sognare..

 

Solo che pensavo a quanto è inutile farneticare

E credere di stare bene quando è inverno e te

Togli le tue mani calde

Non mi abbracci e mi ripeti che son grande,

Mi ricordi che rivivo in tante cose...nananana

Case, libri, auto, viaggi, fogli di giornale

Che anche se non valgo niente perlomeno a te

Ti permetto di sognare

E se hai voglia, di lasciarti camminare

Scusa, sai, non ti vorrei mai disturbare

Ma vuoi dirmi come questo può finire?

 

Gosto de pensar nesta última frase como se fosse escrita desta forma: “Mas você quer me dizer como isto pôde acabar?”. Não está escrito isso, mas gosto dela pelo que ela não é.

Às vezes, penso em como a minha vida pôde acabar sem antes mesmo de começar.

Às vezes, tenho a impressão de que só bato na trave e que quando faço gol, sempre é do lado errado.

Às vezes, me cansa depender de um único momento para ter a vida toda pela frente.

Me surpreende olhar para o lado e ver o que não era, sendo e o que sempre foi, não sendo mais. Como é que isso foi acontecer?

Como é que alguém que queria mudar o mundo, tenha perdido até a vontade de continuar virando as meias-noites.

Eu tive muita coisa por um tempo. Capacidade, vontade, ânimo, alegria, sonhos, fé nas pessoas, inteligência e autoestima. Desculpa te incomodar, mas você você quer me dizer como isto pôde acabar?

Io non me lo so spiegare.

Eduardo Franciskolwisk

2 comentários:

  1. Incrivel como as coisas acontecem de tal modo que podem nos tirar parte do nosso brilho...mas é exatemente assim qe aconetce..talvez, pq nos distraimos e permitimos que crueza dos fatos nos impeça de sonhar..ao menos isso que aconteceu comigo. e agora eu realmente entendo o quão verdadeiros são todos os versos que li que diziam sobre a importância dos sonhos...

    ResponderExcluir

Leitores, se forem comentar como anônimo por facilidade, peço que deixem pelo menos seus primeiros nomes como assinatura.

Mas se fizerem questão do anonimato, não tem problema!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...