terça-feira, 27 de abril de 2010

Kiko, Kiko, rá, rá, rá!

carlos villagran kiko

A semana passada foi muito emocionante para os fãs do seriado “Chaves”. Vieram para o Brasil o Kiko e o Sr. Barriga. Os dois já estão velhos na idade, mas no coração ainda são jovens. Exatamente como diz a música: “Se você é jovem ainda, amanhã velho será. Ao menos que o coração sustente a juventude que nunca morrerá.”.

Carlos Villagrán (Kiko) e Edgar Vivar (Sr. Barriga e Nhonho) são admirados por muitos brasileiros, assim como todos os outros atores que fizeram parte da Turma do Chaves e do Chapolin Colorado. Eles fizeram parte da infância de muitas pessoas e continuaram fazendo parte na vida adulta através de boas lembranças e risadas. Conquistaram não só uma geração, mas sim, várias gerações. Ficaram conhecidos em todo o mundo e não perderam a humildade. É possível sentir que eles não têm estrelismos. Talvez seja este o motivo para que as pessoas gostem tanto deles.

O Kiko me chama mais a atenção porque é mais carismático. Ele se esforça para falar português e consegue nos emocionar (fazer chorar) logo após de ter nos feito rir. Meus olhos ficaram marejados enquanto assistia a entrevista dele no Ratinho. Fica muito evidente o quanto Kiko é agradecido pelo carinho que recebe aqui no Brasil. Ele nos agradece e nós agradecemos a ele. Obrigado, Carlos Villagrán!

Kiko, Kiko, rá, rá, rá!

Me lembro dos dias em que eu chorava assistindo Chaves. Acho que foi a primeira vez que ficção me fez chorar. Quem aí nunca chorou assistindo Chaves?

Quem nunca disse “Você não vai com a minha cara?”.

Eu lembro das minhas irmãs dizendo para mim “Carne de burro não é transparente!” quando eu estava na frente da televisão.

“Tá bom, mas não se irrite.”

“Ninguém tem paciência comigo.”

Vamos usar essas frases para sempre. E vamos nos divertir fazendo isso.

“Chaves” é um clássico. É único. Tinha tudo para dar errado e deu certo. Deu certo porque tinha pessoas talentosas. Este seriado é a prova de que é possível fazer um humor inocente, sem palavrões e insinuações de sexo. Chaves é eterno e sempre estará em nossas memórias e, principalmente, em nossos corações. E também no SBT, claro.

Eduardo Franciskolwisk

2 comentários:

  1. hsauhauahus...
    FATÃO!
    Chaves é eterno... principalmente pro SBT, que na fata de opção continua a exibir este seriado, que na verdade, não tem muita coisa de instrutivos... mas nos diiverte!

    Parabéns pelo texto!
    BjOs*-*

    ResponderExcluir

Leitores, se forem comentar como anônimo por facilidade, peço que deixem pelo menos seus primeiros nomes como assinatura.

Mas se fizerem questão do anonimato, não tem problema!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...