quarta-feira, 16 de junho de 2010

A força não está nos cabelos

Talvez eu tenha visto muita TV. Talvez seja um trauma. Sempre que preciso cortar o cabelo me dá aflição e penso que eu não serei o mesmo. Aí, eu me lembro da história de Dalila e Sansão.

Sansão era um homem muito forte. Igualzinho o Super-Homem quando o assunto era força. Seus inimigos queriam descobrir de onde vinha tanta força e colocou uma mulher para fazer isso. Dalila conquistou Sansão e ele lhe revelou que sua força vinha de seus cabelos longos. Enquanto ele dormia, ela cortou os cabelos de Sansão e ele ficou fraquinho. Apanhava até de freira!

Sou um pouco Sansão. Acho que vou ficar fraco depois de cortar os cabelos. É uma sensação de que as coisas não serão mais as mesmas ou que algo vai mudar muito repentinamente. É por isso que eu espero “minhas madeixas” crescerem ao máximo, tanto que fica até feio, antes de cortá-las.

Mas sempre que eu corto, vejo que continuo o mesmo. O mesmo potencial, a mesma idiotice, a mesma mesmice.

Então, vou anotar só para que eu não me esqueça:

“A minha força não está nos meus cabelos. Está dentro mim, na minha alma. Ela só irá embora quando eu for embora também.”

Por isso, eu posso gritar “Eu tenho a força!” igual ao He-man. Mas com consciência de que “I´m no Superman”, como diz a música de Lazlo Bane.

Eduardo Franciskolwisk

3 comentários:

  1. Edu... como sempre, escrevendo lindamente!
    Pois é... a força não está fora de nós e sim dentro. De nada adianta mudanças radicais se o interior continua o mesmo...

    Andei sumida pq tava sem net em casa. Problema solucionado!! \o/
    Já até postei de novo! Aguardo sua visita!
    Abraços!
    http://evesimplesassim.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  2. Gostei muito do seu blog, sou farmacêutico, também sofro com as agruras da nossa profissão.Parabens

    ResponderExcluir
  3. Eu também tenho trauma de cortar o cabelo, na infancia tive que cortar bem curto por causa de piolho e já aconteceu de a cabeleleira cortar minha orelha, rs. Ultimamente eu venho tentando superar esse meu trauma - inclusive eu cortei o cabelo esses dias, mas ainda assim, se eu pudesse eu ficava que nem uma Rapunzél da vida.

    Adorei seu texto,
    e obgda pela visita

    :*

    ResponderExcluir

Leitores, se forem comentar como anônimo por facilidade, peço que deixem pelo menos seus primeiros nomes como assinatura.

Mas se fizerem questão do anonimato, não tem problema!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...