domingo, 9 de novembro de 2014

Desafio do Emagrecimento

barriga

Ontem, cometi um crime terrível. A vítima fui eu mesmo! Comprei uma pizza meia frango catupiry e meia quatro queijos. Dos 8 pedaços que vieram, comi 6 de uma vez só. Quando terminei o 2º pedaço já estava saciado, mas sentia que tinha que comer mais e mais até a pizza terminar. É a isso que chamam de gula.

Depois de ter devorado praticamente a pizza inteira, bateu um arrependimento gigantesco. Eu não devia ter feito aquilo. Da mesma forma, eu não devia ter comido 2 caixas de bombons em praticamente 1 semana. E também não precisava exagerar todas as noites na quantidade de besteiras que como. É sempre assim: como, como e como para logo depois me arrepender. Não satisfeito com isso, sempre prometo a mim mesmo que aquele dia foi o último e que a partir dali, seria mais controlado em minhas comilanças. Então, além do arrependimento diário, vem também a frustração de não cumprir o que prometi a mim mesmo.

Já faz alguns meses que coloquei na cabeça que quero emagrecer, no entanto estou engordando. Que merda, não?

Sei que cometo erros absurdos que não ajudam a perder peso: só como porcarias (bolacha, salgadinho, bolo pronto, nuggets, pão de queijo e tudo mais o que for saborosamente delicioso e estiver na minha frente) e não faço exercício físico regularmente (não tenho muito tempo livre e quando tenho a preguiça ganha de mim). Agora, estou pensando aqui com os meus botões que esta coisa de sair devorando tudo o que vejo pela frente, principalmente chocolate, começou de pouco tempo para cá. Estou muito ansioso, na verdade sempre fui, mas desta vez eu resolvi comer como se a comida fosse fugir da minha frente.

Tenho algumas memórias que podem estar me influenciando. Lembro que eu fazia minhas refeições e era minha irmã quem comia no meu lugar. Ela me passava para trás, como se eu fosse o cozinheiro dela. Que raiva que me dava! Lembro também de deixar a parte mais gostosa para o final ou para comer depois (quem nunca fez isso?) e ficar sem, pois sempre alguém ia lá e comia antes de mim. Mesmo com estas lembranças ainda acho que elas não são as principais culpadas, acho que o meu problema real hoje é, como já disse, a ansiedade. E olha que eu tomo ansiolíticos e antidepressivos para dar uma controlada nas minhas maluquices. Pode ser também que sinto que estou numa “guerra fria”, onde aparentemente não há ataques, mas no contexto implícito é pura tensão porque sei que estes ataques podem acontecer a qualquer momento! Talvez eu esteja numa tortura psicológica que pode estar vindo de fora ou de dentro de mim, não sei.

O fato é que se eu continuar comendo como estou, ou seja, igual a um condenado, engordarei ao ponto de não conseguir amarrar meus próprios tênis sem sentir aquela saliência avantajada na barriga tentando me impedir de realizar esta simples tarefa.

Então, para me encorajar a emagrecer, vou postar aqui no blog todos os domingos o valor do meu peso. É um desafio para mim mesmo. Os números da balança têm que cair! A publicação será feita na coluna à esquerda da página do blog. Hoje, 09 de novembro de 2014 o meu peso é 73,7 kg. Quero emagrecer para 68,0 kg. Que comece o desafio!

Eduardo Franciskolwisk

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Leitores, se forem comentar como anônimo por facilidade, peço que deixem pelo menos seus primeiros nomes como assinatura.

Mas se fizerem questão do anonimato, não tem problema!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...