quarta-feira, 8 de julho de 2009

Possíveis sonhos de uma noite de inverno



Houve uma época em que eu pegava meu discman e ficava a madrugada ouvindo músicas ao mesmo tempo em que sonhava.

Na escuridão total, deitado na cama ou no sofá da sala, eu passava horas pensando na vida e no que eu queria do futuro. Pensava em várias coisas boas, desde a garota por quem eu era apaixonado até o que eu queria ser quando crescesse. Imaginava diálogos que eu gostaria que acontecessem na vida real e, imaginava também, como a vida poderia ser boa. E eu me sentia feliz com isso! Aquele era um momento “meu comigo mesmo” que usava para conseguir coisas que talvez achasse que fossem inalcançáveis.

Eu sempre soube que se tratavam apenas de sonhos, embora soubesse também que eles poderiam se tornar realidade.

Ficava ouvindo músicas até que a insônia desse lugar ao sono. Muitas vezes, eu andava pela casa na escuridão em vez de ficar deitado. Sempre sonhando acordado. E eu me sentia feliz com isso!

Hoje, rolando na cama, percebi que já não sonho mais com a mesma frequência de antes. Talvez, porque eu tenha aprendido que a maioria dos sonhos não vira realidade e que as pessoas que poderiam nos ajudar a construir nossos castelos imaginários fazem exatamente o oposto.

Apesar disso, continuo sonhando. O porquê de insistir nisso é bem simples. Os sonhos são tudo o que tenho. E são só meus.

O conhecimento ninguém nos tira e o levamos junto conosco quando morremos, mas eles podem ser conseguidos por qualquer um disposto a isso. Também levamos os sonhos junto quando morremos, mas eles são únicos e exclusivamente nossos e infelizmente podem ser tirados de nós por pessoas azedas.

Hoje, uma década depois daquele tempo, peguei o MP3 player e voltei a ouvir música na escuridão do meu quarto. A insônia é a mesma.

Talvez, os sonhos voltem à minha imaginação. E eu me sinto feliz com essa possibilidade. Afinal de contas, meus sonhos são tudo o que sempre tive. E eles são, exclusivamente, meus. Só meus. E de mais ninguém.

Eduardo Franciskolwisk

9 comentários:

  1. Excelente blog!!
    Por favor,entre e comente,ou coloque como parceiro!

    http://queletra.blogspot.com/

    http://fimdejogobaltazar.blogspot.com/

    Valeu e parabéns!

    ResponderExcluir
  2. Sonhos fazem parte da nossa vida.
    Mesmo achando que eles podem não se realizar, é bom sonhar.
    Alguns, que parecem impossíveis, muitas vezes nos surpreendem e acontecem.
    Por favor, não pare de sonhar.
    bjs

    ResponderExcluir
  3. Tudo Bem Eduardo?!

    Nós do "Fim de Jogo, Baltazar?", já colocamos o link do seu blog lá nos nossos blogs!

    E reiterando o que meu amigo falou aí em cima, parabéns pelo blog!


    http://fimdejogobaltazar.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  4. Os sonhos regam a existência com sentido. Os sonhos nos inspiram a criar nos animam a superar e nos encoraja a conquistar.
    A ausência dos sonhos fazem a perdas insuportáveis e as pedras no caminhos montanhas e os fragassos golpes fatais.
    Lembre-se Grandes Homens tiveram grandes sonhos...

    Abraços

    ResponderExcluir
  5. Já linkei seu blog no "Que letra",somos parceiros agora!!

    Falou!

    ResponderExcluir
  6. Muito bom o blog mesmo veio, excelente texto. Parabéns

    ResponderExcluir
  7. olá, visitei teu blog e estou seguindo vc
    visita o meu la, bjos

    ResponderExcluir
  8. eu tambem fico ouvindo musica de noite.. e pensando em dialogos, planos etc...

    e eu sempre sonho... na maioria das vezes num faz o menor sentido, sabado eu sonhei que tinha 2 filhotes de gato e um deles tava afogando o outro na privada...

    nem sei pq sonhei isso, meus sonhos num fazem sentido

    só akeles que envolvem o meu futuro

    xD

    ResponderExcluir

Leitores, se forem comentar como anônimo por facilidade, peço que deixem pelo menos seus primeiros nomes como assinatura.

Mas se fizerem questão do anonimato, não tem problema!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...