domingo, 21 de agosto de 2011

Farmácia: profissão desvalorizada

“Mas o que eu quero é lhe dizer

que a coisa aqui tá preta”

Meu caro amigo – Chico Buarque

A profissão mais desvalorizada da face da Terra é a farmácia. Ser farmacêutico dá desgosto, dá vontade de chorar.

Eu sei que todos os profissionais, de qualquer área que seja, sentem-se desvalorizados e gostariam de ter um pouco mais de reconhecimento. Mas algumas profissões reclamam de barriga cheia. Não é o caso da farmácia. A coisa está feia para o farmacêutico.

Confesso que prometi para mim mesmo que este ano, se eu não arrumasse nada digno na área farmacêutica, sairia dela e arrumaria outra coisa para fazer. Porém, no decorrer dos meses, eu fui desanimando cada vez mais e muito antes do meio do ano eu já tinha resolvido:

– Não quero mais!

Mas sempre há aquela luz no fim do túnel. Sabe aquela pequena possibilidade que existe do jogo virar? Pois bem, esta possibilidade morreu. A luz no fim do túnel se apagou quarta-feira passada.

Era hora do almoço. Atendi o telefone e perguntaram se eu era o Eduardo. Respondi que sim. Então, ele disse:

– Aqui é da drogaria que você deixou currículo. Estou ligando porque a minha farmacêutica saiu e estou precisando de farmacêutico. Você já está trabalhando?

Eu respondi que sim, mas que não estava na área de farmácia. Perguntei quanto ele pagava e, então, meu sonho farmacêutico morreu definitivamente:

– Olha, aumentei o salário da minha farmacêutica no mês passado. Estou pagando 800 reais.

Continuei a conversa normalmente, mas decepcionado, pois o piso salarial está em 1800 reais. Disse que não me interessava, mas que se conhecesse algum colega desempregado falaria para levar o currículo lá. Desliguei o telefone e dei uma risadinha irônica.

Fiquei revoltado e não quero mais saber de farmácia. A maioria das farmácias de Barretos pagam mais ou menos isso, por isso, vou trabalhar em algo que não tenha muita responsabilidade. Se é para ganhar mal, que seja fazendo algo menos estressante.

Me considero bom. Não sou um dos melhores farmacêuticos do país, mas acho que estou um pouco acima da média. Enfim, é isso que estou vendo na farmácia: muita gente boa abandonando o barco. Isso é gravíssimo. E se só sobrarem profissionais ruins?

Como farmacêutico eu morri. Não quero mais trabalhar com isso enquanto a cobrança e a responsabilidade forem muitas e o retorno financeiro for pouco. Por isso, meu próximo post se chamará Tchau, Farmácia.

Eduardo Franciskolwisk

P.S.: A imagem acima foi retirada do blog Saúde da Vítima. Clique e conheça este blog que fala sobre farmácia: http://saudedavitima.blogspot.com/. Eu recomendo!

90 comentários:

  1. Oi Eduardo!

    Sim, com certeza pode usar e abusar da imagem. Eu criei numa tarde de muita decepção no meu trabalho de farmacêutica. Tá feia a coisa. Somos palhaços nos nossos ambientes de trabalho.
    Abraço, Michelle.

    ResponderExcluir
  2. Depois de ler esse post aqui, confesso que deu até uma vontade de rasgar o diploma... Digo-lhe uma coisa: Nem tudo está perdido... Sou do RJ e trabalho na área magistral há mais de 15 anos e ao contrário das drogarias, cada vez mais a presença do farmacêutico é exigida nessa área... posso afirmar que numa farmácia com manipulação nada anda (dentro das regras) sem a presença de um bom profissional farmacêutico. Com a cobrança das RDC's exclusivas para as farmácias magistrais, a coisa ficou mais complexa para os "leigos"... são muitas cobranças, não nego isso, as responsabilidades são muito, mas muito maiores do que as das drogarias, mas pelo menos você vive a "Essência" do verdadeiro farmacêutico ali com o umbigo na bancada do laboratório, seja realizando uma manipulação ou testando a estabilidade de uma nova formulação ou ainda criando POPs baseado nas resoluções pertinentes... ou seja, somos obrigados a nos manter atualizados... todos os dias somos surpreendidos por uma nova RDC e dentro da "hierarquia" de uma farmácia com manipulação o farmacêutico é o mais respeitado (ou deveria ser) e não sofremos tanto com as empurroterapias da vida, já que não podemos, por lei, vender sem prescrição médica... Conheço algumas farmácias que burlam as regras, mas acredito que fazem, mas fazem com muito medo... sem contar que o salário do farmacêutico magistral é o dobro do piso das drogarias com RT. Pelo menos aqui no RJ o próprio CRF não aceita inscrição com salário inferior ao estipulado pelo sindicato, que hoje é de R$ 3.500,00 com RT aproximadamente... não é o ideal, sem dúvidas merecemos bem mais devido às nossas responsabilidades... mas, fazer o que... Te dou um conselho de colega: Não desista... procure saber comno funciona o método das farmácias com manipulação da sua região e tente mais uma vez!!! Forte abraço!!!

    ResponderExcluir
  3. Olá colega. Estou tão decepcionada quanto você.
    Nossa profissão está banalizada, pra dizer a verdade.
    Estou bem a fim de buscar outro ramo, já que o que estudamos e temos previsto em legislação e código de ética não é respeitado pelos donos de farmácia. Nos lugares onde já trabalhei busquei sempre trabalhar corretamente, mas sempre acham um jeito de passar por cima das nossas orientações.
    Não é fácil dar murro em ponta de faca!! É desgastante e o salário não compensa nem um pouco!!!

    ResponderExcluir
  4. cara eu sei que as vezes o mundo te desanima,mas esses obstaculos são normais,acho q seria legal vc continuar pesquisando em outras cidades e até outros estados,certeza que algum lugar daria certo,abraço

    ResponderExcluir
  5. Concordo com vc,eu também tenho bastante esperiência e sabedoria com dispensação em drogaria e em saúde pública, porém é desanimador o não reconhecimento da nossa profissão pela população e também pelos colegas de trabalho, que acham que o farmacêutico é um simples ENTREGADOR DE REMÉDIOS.To tão desanimada que penso em encontrar um trabalho em outra profissão qualquer, pois QUALQUER UM ganha o salário maior que o nosso sem precisar de diploma e sem ter responsabilidade e estresse.INFELIZMENTE nesse país funciona assim, é triste, pois como vc disse, lá na frente só vão sobrar POUCOS e estes não terão tanta sabedoria devido a tanat desestímulo.

    ResponderExcluir
  6. O piso farmacêutico é uma piada...em Sampa hoje é 2.100 o salário base, se vc for subtrair todos os descontos, você acaba recebendo um salário líquido de $1.700 a $1.750 no máximo...Mas isso é Brasil neh...fazer oque!!! Vergonha!!!

    ResponderExcluir
  7. caros colegas! Tô abandonando o barco!! Os donos de farmacias ou estão fazendo a faculdade para nao mais pagar ao farmaceutico, que na cabeçadeles nao serve pra nada apenas para atrapalhar a empurroterapia!! E as grandes redes querem farmaceuticos balconistas!! mas ora pra ser balconista nao precisa de diploma e nem estudar por cinco anos em uma faculdade e ainda fazer pós!! Um dia quando o SUS nos der espaço, a farmacia nao for um simples comercio e o salario for digno e der pra pagar todas as minhas contas sem ficar no vermelho, eu volto!! Mas até lá, vou fazer outra coisa que exija menos de mim, que nao tenha que ficar de pé 8h diarias, pra vender e vender...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O SUS é uma merda. A saúde brasileira não tem jeito tão cedo. As prefeituras de cidades menores não dão condições de se fazer um trabalho digno, não tem pessoal, não investem. Com certeza alguém rouba o dinheiro. Eu voltei para a área de farmácia, foi um bom aprendizado, mas depois recebi uma proposta pagando o mesmo valor, mas as condições de trabalho são outras. Pulei fora de novo.

      Excluir
  8. Pois é ... Estou me formando em 2014/2 ,vejo muita gente se ferrando com farmácia.. Salvo os donos de farmácia..e não está nada fácil para eles devido as grandes redes a concorrência ser grande ... Eu só não desisto de farmácia em respeito aos meus pais ... Mas a minha irmã mais velha é formada em fisioterapia .. Uma merda de curso assim como farmácia... Só que o farmacêutico ganha mais que o fisioterapeuta....e no inicio do ano sentamos para conversar .. Vamos colocar uma loja 1,99 e vamos ganhar dinheiro e ser finalmente felizes !!!! Hoje tenho 26 anos .. Ela 32 ... Mas nunca é tarde para largar esses diplomas fuleiros .. Pena eu e minha irmã não termos largado as faculdades e ter aberto isso antes ..mas a vida é um aprendizado e conhecimento iremos ter pelo resto da vida... GALERA LARGUEM A ÁREA DA SAÚDE DE MÃO.... E medicina até os médicos trabalham como escravos para os planos de saúde....

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Acho que o fisioterapeuta tem condições de ganhar mais do que o farmacêutico, porque imagino que para o fisioterapeuta seja mais fácil montar um consultorio, ou seja, é mais barato. Então, ele pode trablahar por conta própria. Já o farmacêutico, para andar com as próprias pernas ele precisa montar uma farmácia e o preço é bem mais caro.

      Se vcs acham que isso é o melhor pra vcs, desejo boa sorte. Realmente, não está fácil para ninguém e ter diploma não significa nada. Vamos atrás do dinheiro!

      Excluir
  9. Trabalhei por 5 anos como Farmacêutico RT de outros proprietários, tive uma por 1 ano , hoje sou concursado a 2 anos em um Município pequeno, salário desfasado ja vem se arrastando a 6 anos segundo companheiros da saúde , plano de cargo e carreira o prefeito engavetou , e digo uma coisa pra vcs , larguem faculdade de farmácia , hoje tenho família e não consigo ter um carro popular simples, mau consigo pagar as contas básicas , sem luxo algum, piso é uma Vergonha Nacional, uma faculdade tão espetacular onde com toda certeza damos de 10 a 0 em qualquer farmacologia medica, largados e desvalorizados . Infelizmente

    ResponderExcluir
  10. Não sou da área de farmácia mas gosto de remédios. E fico impressionado como tanto conhecimento, no mais das vezes, é desperdiçado e desvalorizado. Área muito linda que um dia sonhei em seguir. Hoje sou engenheiro mas curioso do mundo das drogas.

    ResponderExcluir
  11. Eduardo, sou de Curitiba onde o piso é de R$2400,00 e ainda encontramos farmacêuticos que aceitam "trabalhar" por menos que o piso..
    É decepcionante, mesmo! O dom, gosto pela profissão ficam para trás quando nos deparamos com as injustiças salariais e dos CRFs, burocracia e má-vontade das Visas... Conheço inúmeros farmacêuticos que continuam na área enquanto não encontram outra coisa para fazer. Essa história de colocar toda responsabilidade no "..." do farmacêutico é fácil, quero ver é fazer funcionar o tal "estabelecimento de saúde" sem bem-remunerar o profissional!

    ResponderExcluir
  12. São os farmacêuticos que aceitam trabalhar ganhando menos que o piso, se a classe fosse mais unida isso não existiria, uma vez que, todo estabelecimento de farmácia têm que ter um profissional técnico responsável, graduado em capacitado. Nós, farmacêuticos, devemos nos apoiar nisso pars dizer não ao patrão que faz esse tipo de proposta. Eu amo a minha profissão, ralei muito para estudar e me formar para jogá lo no lixo. Seguirem batalhando pela minha valorização pessoal e profissional. E isso não é uma questão de dinheiro, nem de piso salarial.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu entendo o seu pensamento.

      Mas se vc pegar uma pai (ou mãe) de família que é farmacêutico e está desempregado faz 6 meses e lhe oferecer um salário abaixo do piso vc acha que ele não aceitaria?

      Se vc pegar um recém-formado e que não consegue emprego e lhe oferecer um salário abaixo do piso porque ele está começando, vc acha que ele não vai aceitar? ----> ops, este caso é real, eu aceitei!

      Mas o que quero dizer é que tudo depende da necessidade. Entre passar fome ou ganhar menos que o piso, qual vc escolheria?

      É uma situação complicada. E acho que cada um deve fazer a sua parte. Eu aceitei ganhar menos temporariamente. Quando vi que a situação não ia melhorar, pulei fora. Ou seja, prefiro ser outra coisa do que farmacêutico. Se todos fizerem isso, não teria mais farmacêuticos e aí, veriam o quanto ele é importante para a sociedade. Ou não...

      Excluir
  13. Farmacêutico Krusty16 de novembro de 2014 06:57

    Olá colegas farmacêuticos juro pra vocês que essa profissão está a beira do caos, cada dia mais cobrados, fazendo serviços não pertinentes a nós e ganhando uma PORCARIA de remuneração, sem contar que não somos reconhecidos pelos outros profissionais de saúde, até aos Leigos balconistas e tampouco respeitados e requisitados pela sociedade que nos ignoram pedindo informações a um mero leigo balconista, me desculpem o desabafo, isso com apenas 2 anos de formação. Não quero isso mais pra mim, estou estudando pra entrar em Medicina, pulem do barco enquanto é tempo....

    Um abraço a todos

    ResponderExcluir
  14. Agora ja é 2016... Eu me formei em farmacia em 2012. Trabalhei em farmacia magistral e em drogaria. A farmacia magistral pelo menos te garante uma função, mas a drogaria é frustrante. Abandonei a farmacia e fui fazer algo que apesar de ganhar pouco (o mesmo que eu ganhava como farmacêutica) trabalho muito menos, não tem tanta responsabilidade. O chato da farmacia é ganhar pouco, ser desvalorizado, e ainda ter responsabilidade demais. Pra mim não compensou... Tenho colegas de universidade concursados e que se dizem satisfeitos com a profissão. Fico feliz por eles, mas para mim não deu. Não sinto saudade nenhuma dos tempos de farmacêutica.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Somos dois. Tenho o mesmo pensamento e fiz o mesmo, mudei de área.

      Que bom que as coisas se encaixaram pra vc!

      Excluir
  15. É decepcionante mas é pura verdade a desvalorização dos farmacêuticos. Mas entendo que muito desse desprezo que o farmacêutico está passando se deve aos próprios órgãos que deveriam ajudar a categoria. Pois na hora de cobrar as anuidades o conselho de farmácia e o sindicato são ótimos em fazê-lo, agora deixam muito a desejar no dever de elevar a valorização do profissional frente a população bem como aos ambientes nos quais exercem suas atividades.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. o conselho regional de farmácia que conheço, fica na cidade de sinop-MT. É muito fraco, só cobram anuidade, permitem que hospitais, upa, laboratórios e até farmácia tenham uma rotina normal sem farmacêutico, a profissão é fraca, não tem influencia politica em nada, é vista como despesa por pratões, nunca investimento.. MINHA VIDA VIROU UMA DROGA APOS FORMAR NESSE LIXO DE PROFISSÃO.

      Excluir
  16. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  17. O Melhor farmacêutico é a bula do remédio.
    Pelo menos no Brasil, o farmacêutico é um mero dispensador de medicamentos, não tem licença para prescrição de medicamento.
    Ao entrarmos em uma farmácia, com uma receita médica, qualquer um ali dentro pode nos atender e em caso de dúvida é só ler a bula.
    Não precisamos de farmacêuticos, da classe farmacêutica.
    O que faz um "farmacêutico"?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Tenho essa ideia da profissão também. se não existir mais farmacêutico, não fara falta a ninguém na sociedade, logo aprovam técnicos para assinar como responsável técnico e tudo acaba, me formei na federal do MT. até hoje me pergunto oque fiz da minha vida ? sou dispensável e tudo que faço, logo sou facilmente substituível, se eu não estiver aqui, a farmácia continua do mesmo jeito... rezo para que as pessoas ao lerem isso tomem outro rumo na vida, pois esse definitivamente é´péssimo.

      Excluir
    2. Eu tenho uma postagem onde falo exatamente isso, segue o link: http://franciskolwisk.blogspot.com.br/2009/11/farmacia-de-proprietario-farmaceutico.html .

      Farmacêutico é muito dispensável. Se ele não estiver na farmácia a farmácia continua normal. Nada pára.

      Excluir
  18. Gostaria de saber qual é melhor entre enfermagem e farmácia?
    Curso o 3 semestre de enfermagem e sempre gostei desses dois cursos, porém optei por enfermagem.
    Sou do Rio de Janeiro !!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Rafael

      Acho que infelizmente não posso te ajudar. Eu não saberia dizer qual dois cursos é melhor. Acho que os dois tem prós e contras. Mas se vc optou por enfermagem, este deve ser o melhor pra vc!

      Outra coisa, eu sou um farmacêutico desiludido. Então, minha opinião não teria nenhum senso de razão. Só emoção negativa pro lado da farmácia.

      Excluir
  19. Meu DEUS, que desastre virou minha vida, era uma pessoa animada, gostava de min mesmo, hoje esse lixo de profissão que cursei, só prejudicou minha saúde psicológica e financeira. DEUS me liberta dessa rotina de sábado, domingo e feriado trabalhando. me de uma oportunidade de recomeço. Amem.. e para todos que cursam saiam fora o quanto antes, NÃO SEJA UM FRACASSO..

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Amei seu comentário. É exatamente isso que sinto.

      Excluir
    2. Calma, muita calma nesta hora.

      Sempre e com todo mundo, acontece de a vida dar uma rasteira. E aí a gente fica meio perdido, sem saber pra onde correr. E é neste momento em que é preciso sentar, pensar no que realmente vc quer para sua vida e depois levantar e tentar realizar o novo plano.

      Se está prejudicando sua saúde, talvez seja melhor mesmo tentar a mudança. Talvez farmácia, não fosse, no fundo da sua alma o que vc realmente queria. Tente ser um SUCESSO em outra coisa.

      Excluir
  20. Há quanto tempo esse texto foi escrito e ainda hoje continua a mesma situação. Como todos aqui, também estou decepcionada e, por isso, deixo aqui meu comentário desabafo. Acabei de me formar em agosto desse ano e ainda nem fui retirar meu diploma. Minha decepção com a profissão começou no último ano de faculdade. Resolvi não abandonar, pois ainda que não seguisse a profissão, poderia continuar meus estudos (pós, mestrado etc) e também porque já não sou mais tão jovem. Mas confesso que entrei num momento muito difícil de depressão por conta desse curso. Estudei muito, procurei fazer tudo na honestidade, saí de meu emprego anterior para poder cumprir as horas de estágio (muitas por sinal), fiz meu próprio TCC (não comprei como muitos da minha turma), enfim... E descobri que nada valeu a pena. Já como estagiária percebi que éramos apenas mão de obra barata, seja manipulação, hospital ou dispensação. Não aprendi nada em estágio algum. Trabalhávamos como estagiárias quase de graça e muito mais que qualquer funcionário, sendo cobradas igualmente ou até mais. Fora quando éramos obrigadas a ouvir piadinhas sem graça do próprio farmaceutico. Também passei por um estágio em que simplesmente fazíamos uma caminhada de cinco horas e quarenta e cinco minutos, separando medicamentos. Alguém aí já fez uma caminhada de cinco horas e quarenta e cinco minutos? Mas minha decepção maior foi quando terminei a faculdade e vi o que muitos aqui disseram: o salário e a cobrança/ responsabilidade. Simplesmente descobri que vou ganhar menos de farmaceutica do que ganhava em meu antigo emprego, onde possuía apenas o ensino médio, e trabalhar muito mais (sábados, domingos e feriados). Entrei em depressão! Com muito custo tenho conseguido sair dela, mas não está sendo fácil. Agora percebo que 90% da minha turma de faculdade era feita de balconistas de farmácia (nada contra) que queriam somente o diploma pra ganhar uns trocados a mais, isto é, para eles o salário de farmaceutico ainda vale a pena, mesmo porque o trabalho deles continuará sendo o mesmo, isto é, trocar receita por caixinhas e, de vez em quando indicar algum medicamento. Por isso é que a profissão não vale a pena. Desistam enquanto há tempo! Quero trabalhar para viver e não viver para trabalhar e ainda ganhando merreca. Mas uma solução para quem ainda ama a profissão é dar aula em universidades. Ou prestar concursos nesta e em outras áreas. No mais, concordo com todos aqui

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, Lane!

      Obrigado por deixar seu comentário aqui no blog.

      Fiquei curioso em relação ao seu estágio onde vc teve que andar por 5 h e 45 min. Como foi isso? Vc poderia falar mais detalhadamente?

      Um dica minha, se vc se desiludiu mesmo da farmácia, poderia tentar voltar para o seu emprego anterior, já que ele te pagava mais. Seria possível?

      Espero que vc consiga sair da depressão de forma definitiva. Te entendo bastante porque tb sofro com isto.

      Excluir
    2. Muito obrigada pelo retorno Eduardo, amei seu blog e me identifiquei muito. O local onde ocorre essa coisa desumana é no HC da FMUSP. A gente parava 15 min para ir ao banheiro e comer algo (como em todos os estágios) e após isso continuávamos nossa caminhada de pegar receitas e separar medicamentos onde andávamos sem parar dentro de um galpão. Infelizmente não tenho como voltar ao meu antigo emprego, agradeço muito pela sugestão. Estou melhor da depressão, pretendo trabalhar em outra área mesmo é continuar os estudos. Busquei hoje meu histórico escolar (ufa!). A gente ficar desanimada não dá né, o jeito é levantar a cabeça e seguir em frente. E é isso que decidi fazer, afinal, a vida continua e não espera ninguém. Abço.

      Excluir
  21. A profissão está com dias contados. Fiz UNESP araraquara e no ano que entrei deu 36c/v, hoje dá menos que 10, ninguém mais quer. Estudar 5 anos período integral pra ganhar ninharia e ser considerado abaixo de enfermeiro e dentista é dureza. Estou fazendo direito, sei que é carreira difícil, mas sair de farmácia virou questão de honra. Tenho vergonha de dizer que sou farmacêutico.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Se está ruim assim pra vc, que estudou na conceituada UNESP, imagina pra mim que estudei em faculdade particular meia boca!

      Valeu pelo seu comentário!

      Excluir
    2. Eu abandonei a profissão também. Me formei em 2005, em farmácia e bioquímica,, pela UEPG, no PR. Devido ao baixo salário e ao excesso de trabalho e preocupações, tive depressão e, em 2010, câncer. Hoje estou bem, graças a Deus, e vou iniciar outra faculdade. Quanto a dar aulas, como li em alguns posts acima, os professores orientadores não escolhem os melhores alunos, mas os seus "puxa-sacos" durante a graduação. Fujam dessa roubada, deixem que a profissão acabe, pois não fará falta à sociedade mesmo.

      Excluir
    3. Oi, Anônimo

      Fico feliz que esteja bem. Eu ainda tenho um pouco de depressão, penso que é uma doença que não tem cura. Então, vou ter de conviver com ela a vida inteira. Espero que seja diferente com vc.

      Os "puxa-sacos" se dão bem, não só na faculdade, mas no trabalho e na vida, de uma forma geral. Porém, na minha opinião, puxa-sacos são pessoas falsas nas quais não se pode confiar. Além de puxar sacos, acho que também puxam tapetes.

      Nunca vou conseguir nada se eu tiver que puxar saco ou ficar lambendo as bolas de alguém. Seria assinar meu atestado de incompetência.

      Excluir
  22. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Este comentário foi removido pelo autor.

      Excluir
    2. Pessoal boa tarde.
      Estou fazendo um curso superior da área da sistema de informação
      Tendo em vista que notei que nao gosto da área, e estou pensando em abandonar o curso e fazer farmácia ,gostaria de pedir aos senhores algumas sugestões como é o mercado e se vale a pena investir? Quanto um profissional hj recém formado ganha? Esta saturado ?
      E quais serias as vantagens e desvantagens caso eu me tornar farmaceutico?
      Obrigado ,ficaria feliz que se vcs me respondessem, tenho 25 anos.

      Excluir
    3. Olá Diego.

      A pergunta que vc faz é um pouco difícil de responder porque é uma assunto muito pessoal. Se compensa investir na área vai depender do que vc quer como profissão, de qual sempre foi o seu sonho, se vc tem dinheiro pra montar uma farmácia própria. Aconselho que dê uma lida nos comentários acima e busque também outros lugares para pegar conselhos. Vc poderia ir até uma farmácia perto da sua casa e trocar umas ideias com o farmacêutico.

      O piso salarial de um farmacêutico no estado de São Paulo é 2.945,00. Mas poucas farmácias pagam isso, o que é contra a lei. O valor do piso depende do estado em que vai trabalhar, então, se vc não morar no estado de SP, procura no google o piso do seu estado.

      Na minha cidade está saturado de farmacêuticos porque aqui tem uma faculdade que oferece o curso. Então, lugares assim ficam saturados facilmente.

      Vantagem: se vc gostar da área vai trabalhar feliz
      Desvantagem: trabalhar finais de semana, não receber o piso e não ser valorizado na área de saúde (farmácia é mais comércio mesmo).

      Espero que tenha ajudado.

      Excluir
    4. Os dois cursos são desapontantes. Porém, na área da tecnologia, nota-se bastantes benefícios com o desenvolvimento de aplicativos. Caso consiga seguir nessa área, acredito que serja algo bom para apostar. Assim, como desenvolvimento de jogos e correlatos. Cara, na área da farmácia, á muito "foda"! Tu vai ser um mero balconista de curso superior, vai vender remédios, ajudar alguém escolher um sabonete, discutir o por não tem o medicamento na tu farmácia, ouvi a frase " Tem desconto", fazer serviço de caixa, e etc. Hoje, não vale mais a pena. Antes é bom, isso aos 15 anos.

      Excluir
  23. Anuidade do CRF 2017...mais de 520 reais. Salve-se quem puder!

    ResponderExcluir
  24. Ser farmacêutico já era. Além de ganhar mal temos o desconforto de um conselho que só fiscaliza os cadastrados e lugares legalizados. Deveria fiscalizar lugares ilegais, prefeituras sem farmacêuticos, hospitais sem farmacêuticos. Os únicos por enquanto que ainda ganhar com as ciências farmacêuticas são os professores universitários. Mas já tenho mestrado e não serve de porcaria nenhuma, a concorrência é enorme. Hoje tenho dois empregos... Sou mototaxista e vigilante, não me arrependo. Não pago mais CRF que é um valor absurdo, para um grupo seleto ganhar as minhas custas . Tenho amigos que são taxistas, motoristas, comerciantes. Todos abandonaram essa profissão porcaria. Estudei tanto só para perder tempo. Já foi estatus ser um doutor farmaceutico. Hoje ganho muito mais e o melhor a responsabilidade é bem menor.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Concordo. O CRF deveria fiscalizar severamente todas as farmácias públicas (hospital, posto de saúde, etc). O governo deveria dar exemplo e cumprir a lei: toda farmácia deve ter um farmacêutico. Mas acho que o CRF não é tão forte assim. Se fosse, já tinham tomado alguma providência.

      Quanto ao tempo que vc estudou, não acho que foi tempo perdido. Uma hora ou outra vc acaba usando o conhecimento adquirido, o que vc estudou. Mas acho que fazemos isso sem perceber.

      Excluir
  25. Olá. Vim fazer uma pesquisa pra ver se alguém mais está como eu, sofrendo por uma profissão desvalorizada e cheia de problemas. Vejo que não é só comigo, muitas pessoas passam pela mesma situação. Acabei de entrar na quinta farmácia e mais uma vez frustração! Farmácias parecem que só mudam de endereço mesmo... hoje fui chamada a atenção por causa de empurroterapia que não quis fazer por perceber que o paciente precisa ir ao médico... eh humilhante! ����
    Não sei o que fazer. O pior eh que dono eh alguém que conheço há anos e me sinto sem coragem de falar pra ele que não concordo com as coisas erradas q acontecem lá.
    Ainda não troquei de ramo pq não tenho ideia do que fazer e nem dinheiro pra abrir algo.
    Estou desesperada, com crise de enxaqueca, sem vontade nenhuma de ir trabalhar.
    QUEM ESTÁ PENSANDO EM FAZER FARMÁCIA: POR FAVOR, NÃO FAÇA!!! NÃO ACABE COM SUA VIDA.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, Anônima!
      Espero que vc já esteja melhor da crise de enxaqueca e que passe longe de uma crise de depressão (a sua falta de vontade trabalhar me fez pensar nisso).

      Como pode ver, não é só vc que está nesta situação. Muitas outras pessoas estão no mesmo barco.

      O meu conselho é que vc pense um pouco no que vc realmente quer da vida. Se está feliz ou não. Se estiver e foi só uma crise de tristeza, então continue a vida normalmente. Mas se no fundo vc não estiver feliz, comece a pensar em fazer outra coisa da vida. Talvez com menos responsabilidade e mesma remuneração.

      Excluir
    2. Olá, esqueci de deixar meu nome, rsrs... Suelen.
      Muito obrigada pelas dicas, Eduardo.
      Ainda estou na mesma farmácia, comprei um novo apartamento e preciso pagá-lo, mobiliá-lo, etc. Não dá pra sair desse emprego agora, mas assim que puder vou abandonar. Cada dia que passa me decepciono mais...
      Realmente, se não fosse Deus em minha vida já teria tido depressão mesmo!
      Todos os dias passo por uma humilhação diferente. Tenho que ver tantas coisas erradas e ficar quieta. Tanta responsabilidade pra nada.
      Não vejo a hora de sair!
      E vc, como está?
      Abraços.

      Excluir
    3. Oi Suelen, ora, ora, quem é viva sempre volta a este blog!! :P

      Que chique: apartamento novo! Parabéns pela conquista! Quando ele estiver totalmente mobiliado, faz uma festa e convida a gente aqui dos comentários desta postagem!!!

      Acho que este negócio de passar todos os dias por humilhações acontece em todas as profissões (ou pelo menos na maioria). Quase sempre vamos ter que engolir sapos pra não perder o jogo de cintura. Hoje, isso tb acontece comigo.

      Em relação às coisas erradas que vemos acontecer: vc faz certo em ficar quieta. Se a gente fala alguma coisa, a corda arrebenta para o nosso lado. Espero sinceramente que isto algum dia mude, mas o Brasil funciona assim: todo mundo fazendo uma coisa errada daqui e outra de lá, todos nós sabemos das coisas erradas que acontecem e ninguém faz nada para mudar. Os grandes não fazem nada porque lhes convém financeiramente e os pequenos não fazem porque serão os primeiros a pagar o pato.

      Enquanto virmos acontecer coisas erradas, não falarmos nada e nos remoermos por dentro, está tudo bem. A partir do momento que virmos coisas erradas acontecerem, não falarmos nada e tb não darmos a mínima para este fato, aí sim, podemos jogar a toalha na mesa e desistir.

      Já eu, estou bem. Tirando a dor nas costas que agora me persegue e a gordura da minha barriga devido às benditas porcarias comestíveis, a vida até que não está tão ruim.

      Volte sempre, Suelen!

      Excluir
  26. Parabéns Eduardo pelo blog e o quão é interessante este fórum e seus debates...o texto , base para esses comentários é de 2011, estamos em 2017 e pelo visto nada mudou, por sinal piorou...A desvalorização da profissão é atemporal e evolui de modo preocupante e não menos impressionantes...Quando pensei em fazer farmácia tinha aquela " tola " , "romântica" de trabalhar pelo benefício da saúde das pessoas e mal saindo da faculdade a decepção começou a se evidenciar...salário pífio, aviltamento de função , desprezo pela informação ...uma abismo literalmente , me recordo quando há 15 anos atrás ingressei na faculdade , na universidade pública a média era de 15 por vaga , no vestibular mais recente de janeiro de 2017 a densidade baixou para " 3,30 " por vaga...isto mesmo " 3,30"...ou seja ...haverá um momento que ninguém mais vai querer cursar farmácia...pois não compensa em função da injusta tríade...valorização..conhecimento ...responsabilidade...
    O farmacêutico atualmente é o "mal necessário" para os proprietários de farmácias sejam elas de redes ou particulares ...e só contratam em função da obrigatoriedade da lei de 1973( que por sua vez passou obsoleta ao longo dos anos) , pois as pessoas tanto as que contratam como os usuários do " saber farmacêutico" não dão importância para o mesmo...
    A profissão está com os dias contados...já estou me organizando para ter outra formação, que tenha o mínimo de valorização, pois como uma pessoas que aqui também comentou " a gente vive trabalhar e não trabalha para viver"...e isso é muito desgastante , decepcionante e desalentador....quem puder saia fora ...e quem ainda não entrou, busque outra formação...isto fará toda diferença na vida destas pessoas.....forte abraço

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigado pelo seu fantástico comentário. Acrescentou muito, pode ter certeza.

      Excluir
  27. Pulei fora do curso de farmácia no 1° ano. Logo vi que era furada. Nem os professores acreditam na profissão, diziam isso abertamente em sala de aula.
    Viver neste país não é fácil.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Vc foi esperto e corajoso. Parabéns! Eu na verdade não queria nem fazer o curso. Fui porque era a opção que eu tinha no momento.

      Excluir
    2. Mas devo admitir, achei que ia valer a pena. Não tive esta visão que vc teve no 1º ano antes de sair da faculdade.

      Excluir
  28. Sou farmacêutico há 6 anos. Ah se pudesse voltar no tempo. Após sentir o gosto amargo do desemprego e da desvalorização no mercado de trabalho, resolvi estudar pra concursos públicos na área administrativa. Passei em um concurso de nível médio, de salário R$ 4.700,00, em 5º Lugar. Sou o próximo da fila (cadastro reserva) e estou na angústia da espera. Não aguento mais este fardo que é ser farmacêutico!!! Estou depositando minhas últimas esperanças nesse concurso.

    (Desculpa pelo desabafo).

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Espero que vc seja chamado neste concurso. Obrigado pelo desabafo!

      Excluir
  29. Se vocês acham que a profissão está desvalorizada é porque vocês ainda não trabalharam em farmácia de prefeitura de cidade do interior da Paraíba. Aqui vocês iriam passar fome. É uma humilhação que dá muito desgosto!

    ResponderExcluir
  30. Porém se fosse me ater somente a isso não teria como viver. Ao invés de ficar me lamentando corri atrás dos meus objetivos. Fiz 2 pós-graduações, montei meu laboratório e passei em 5 concursos públicos. Enfim, quero dizer que amo a profissão e, apesar do meu desabafo legítimo acima, ainda enxergo sim esperança quando vejo bons profissionais colegas meus que acreditam no que fazem e o fazem com responsabilidade. Se alguém estiver insatisfeito, ao invés de viver reclamando, tome uma atitude! A área de farmácia não se resume somente a drogarias, existem muitos outros ramos de atuação!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Legal que as coisas estejam dando certo pra vc, Rafinha. E concordo que os insatisfeitos devem procurar fazer outra coisa, talvez a farmácia não seja aquilo que eles querem de verdade como profissão. Foi o que eu fiz. Aconselho a todos a fazerem também.

      Excluir
  31. Pensando em fazer o curso de farmácia, será minha segunda graduação, mas fico bastante preocupada com os comentários aqui, eu estava na dúvida entre fisioterapia e farmácia, sou graduada em ADM e hj trabalho na área comercial, confesso que não tenho muito interesse mais pela área e estou buscando uma segunda opção de vida. Alguém pode me dar dicas?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Este comentário foi removido pelo autor.

      Excluir
    2. Não faça isso, você vai se arrepender amarguradamente. Serão cinco anos de ilusão e falsos argumentos, depois vem o derrame de lágrimas. Procure outro curso que não seja na área da saúde (exceção: Medicina). Biotecnologia seria uma boa, faça um curso que poucos querem e não esteja na moda e de difícil acesso, mas que seja promissor.

      Excluir
    3. Acho que se vc gostar muito mesmo da área de farmácia, se este for o seu sonho, vc tem que fazer mesmo. Mas se for pra ganhar dinheiro ou se sentir valorizada, pula fora. Olha só como é a vida, eu já pensei em fazer faculdade de ADM, achei que eu teria bem mais chances de sucesso na vida.

      Ah... se vc tiver dinheiro pra montar sua farmácia aí fica bom, vc vai ser a farmacêutica e a administradora. Aí sim, vai ganhar rios de dinehiro! :)

      Excluir
  32. Fisioterapia! Você terá chances de crescer pelo menos

    ResponderExcluir
  33. Não acho que a fisioterapia seja uma boa profissão , olha a minha irmã é formada faz 10 anos .. E não adquiriu muito , ela ganha por hora cerca de 50 reais .. Se eu não me engano , por acaso se esse valor for errado eu volto aqui e corrijo , o problema é que você perde a sua saúde para os outros , ou seja faz muita força .. Pois fisioterapia você acaba com sua coluna em 5 anos de profissão ..Além do mais , tem gente trabalhando por 40 reais a hora as vezes até menos .. Ou seja você terá que ter uma lista ENORME de pacientes para valer a pena .. terá que trabalhar feito um cavalo MAIS QUE FARMACÊUTICO ..As vezes até nos Domingos e Feriados ..A sorte dela é que abriu uma loja de artigos ortopédicos , a loja não vende tudo isso é pequena .. O que dá lucro para minha irmã é atender pacientes a domicílio .. De resto somente agora depois de 10 anos consigo dizer que minha irmã está MAIS OU MENOS bem ..
    Quanto a farmácia como eu moro com meus pais ainda ... Todo dinheiro que ganho vai para o bolso , então ainda está valendo a pena , e sim a rede aonde eu trabalho é uma das melhores com chance de virar gerente e ganhar mais !
    Se eu não virar gerente em alguns meses 8 meses .. é lógico que vou trabalhar em outra rede ..
    Não sei... como disse, para mim ainda vale a pena por eu estar colocando todo dinheiro no bolso .. Mais ser farmacêutico não é a profissão que eu quero para o resto da minha vida .. Acho que devemos sempre erguer a cabeça e pensar em algo melhor .. também não tenho vontade de fazer uma nova faculdade .. Hoje em dia a maioria das coisas que acontecem na sala de aula não tem nada a ver com o dia a dia do trabalho me parece que nenhuma universidade te prepara para o mercado de trabalho .. No mais professores só ficam no mundo da fantasia , incentivando otários a darem dinheiro para mestrado e doutorado .. E depois ??????
    Para complementar a história , tem muita gente que se formou em fisioterapia com minha irmã e largou a profissão .. Tem uma que até colocou uma pizzaria !! E não quer mais nem saber de Fisioterapia..
    Eu acho que a única profissão que dá lucro na área da saúde é medicina ... E olha que vai ter que trabalhar feito um condenado também ..( existem médicos ganhando pouco também)
    Mas eu não tiro medicina nem de graça .. Área da saúde está sucateada mesmo ! Colocar uma empresa hoje em dia virou um mártir.. Impostos em cima de impostos .. Realmente galera eu não sei ..
    O conselho que dou é para os demais passarem de olhos fechados na área da saúde ... Esse ditado de ajudar os outros ... MAS NINGUÉM TE AJUDA !!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigado pelo seu comentário, Gremio Gremista! Ajudou bastante no debate.

      Excluir
  34. O que eu posso dizer é que hospitais em geral as vezes ou quase sempre sofrem SUPER LOTAÇÃO ... Profissionais da saúde com horários desgastantes.. Enfim .. Só falarem com enfermeiros para verem o caos que é ..

    MELHOR COM DIPLOMA DO QUE SEM ....

    ResponderExcluir
  35. as vezes entro aqui para ler as noticias do Brasil e fora, sei que mudaram as estações e nada mudou!!! A PROFISSÃO DE FARMÁCIA É A MUITO TEMPO UMA DESGRAÇA.. não consigo ver melhorias, não vejo mobilização, não vejo utilidade (pelo menos no Brasil). É e continuara sendo um LIXO de profissão, leiam isso e não entrem nessa burrice sem limites, torço para vc amigo leitor, NÃO SEJA UM FRACASSO..

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Não vamos dizer lixo, mas concordo com vc que farmacêutico no Brasil não tem muita utilidade. O que ele faz em drogaria, qualquer um pode fazer tranquilo.

      Excluir
  36. Eduardo, o seu desabafo e todos os comentários direcionam a atividade do farmacêutico para farmácias e drogarias, mas outra área de atividade opcional seria a industrial, afinal muitas grades acadêmicas contemplam essa área que abrange pesquisa e produção de medicamentos, cosméticos, alimentos, produtos médicos e saneantes domissanitários. Não sou farmacêutico, mas trabalhei e convivi com esses profissionais por um bom tempo na área industiral, e sinceramente não vi todo esse desânimo, aliás muito pelo contrário. Todos reconheciam que na farmácia comercial ou hospitalar o farmacêutico jamais teria uma remuneração condizente com o grau de instrução, e os conselhos da categoria não tem meios de impor ação legal nisso. Um colega farmacêutico comentou comigo certa vez que na Europa a condição para abrir uma farmácia, além do capital é a formação acadêmica em farmácia, mas nunca confirmei isso. Eu acho difícil mesmo uma farmácia ou drogaria comum ter receita suficiente pra bancar o valor de um bom profissional graduado, mas as grandes redes mesmo tendo cacife pra valorizar mais, acabam se aproveitando disso, é claro, e oferecem também parca remuneração. Vejo como correspondente ao ganho merecido somente a área industrial e setores agregados na prestação de serviços. Creio que seria uma opção existente o investimento pessoal nesse setor. Espero ter colaborado.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Seria, prezado amigo, se o Brasil desenvolvesse pesquisas de ponta na área farmacêutica, o que não ocorre. Aliás, não se desenvolve nada por aqui, tecnologia, digo, e essa é uma das causas de nosso subdesenvolvimento. Não sei onde trabalhou, mas nas indústrias farmacêuticas que conheço, no Brasil, quase td vem de fora, e o que é feito aqui é carne de vaca não necessitando de grandes conhecimentos. O que o farmacêutico faz, nesses lugares, é assinar as competentes guias, apenas para legalizar a venda de um medicamento que já vem pronto de fora. Alguns, até a embalagem é feita no exterior... Vergonha... Isso para não falar na penicilina benzatina... Cadê os laboratórios estatais? Bostil é foda...

      Excluir
    2. Olá Anônimo 1

      Vc colaborou bastante sim para esta discussão! Eu pessoalmente, nunca consegui trabalhar numa indústria. Na minha cidade, apesar de pequena, tem uma ou outra indústria (farmacêutica tem 1 só, se não me engano), mas acho que nunca fui bom o suficiente para elas.

      Por outro lado, se pensarmos bem, a maioria reclama de farmácias e drogarias porque é onde há maiores números de vagas de emprego. Quantas farmácias existem para cada indústria farmacêutica? Sem falar que outro tipo de indústria podem contratar outros profissionais (por exemplo, químicos) para a produção de seus produtos.

      Obrigado mesmo pelo seu comentário. Volte sempre!

      Excluir
    3. Olá Anônimo 2

      Concordo com vc. No Brasil não há produção de tecnologia que nos coloque ao lado de países desenvolvidos. Não somos desenvolvidos. Ainda somos um país, que exporta matéria prima barata e importa produtos prontos e caríssimos.

      Também não há motivos para esperar outra coisa: se educação básica é péssima, como vamos desenvolver tecnologia avançada?

      Excluir
  37. Olá Eduardo, sou recém formada e estou super desmotivada com a área. Estou pensando em mudar de ramo. Só por curiosidade, você migrou para qual área?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Fátima

      Eu prestei concursos públicos e a minha área agora é administrativa, coisa bem básicas mesmo: tiro xérox, faço ofícios, guardo processos, enfim, coisas que qualquer um pode fazer.

      Cheguei a trabalhar como farmacêutico (tb concursado) num município vizinho ao meu. Mas depois me chamaram para o lugar onde estou e o salário era só um pouco menor, então, como viajava todo dia e cansava (e gastava gasolina) bastante, decidi ficar no trabalho que era na minha cidade mesmo. Aqui tinha outros benefícios além do salário. Colocando na ponta do lápis, deixei de gastar para ganhar mais, porém, tive que largar de novo a área da farmácia. Sinceramente, eu já não fazia mais questão dela.

      Excluir
  38. Respostas
    1. Este comentário foi removido pelo autor.

      Excluir
    2. Eu sou recém formada. Ontem (26.07.2017) fui fazer uma entrevista pela manhã num rede de drogarias aqui na minha cidade. Depois fui ficar na loja deles a tarde. A gerente me testou várias vezes e me empurrou para vender vitaminas e outros produtos da loja, disse que eu tinha que vender.... Eu não vendi. Ajudei na dispensação de alguns produtos, mas venda eu não fiz. Eu estou extremamente frustada com a área. Não quero ser uma mera vendedora e não quero promover empurroterapia. O curso de farmácia é lindo, mas o mercado é prostituído. Estou em panico, frustada e me sinto mal por ter perdido tanto tempo e dinheiro numa área que eu simplesmente não consigo atuar. Não quero isso pra mim, eu não consigo. To me sentindo muito perdida.

      Fátima Monteiro

      Excluir
    3. Oi Fátima, eu te entendo.

      Vc já pensou em fazer concurso público pra sua área mesmo? Tipo, lá vc não seria obrigada a vender e faria a dispensação numa boa. Tente ver um concurso que pague mais ou menos o que vc receberia numa farmácia particular.

      Excluir
  39. Um dos cursos(graduação) mais difíceis de todos os cursos o que dizem as pesquisas e também tenho comprovação empirica , porém ainda falta valorização no BRASIL(país de "médicos" , advogados/ladrões de processos e Engenheiros/Trabalham com gestão e caneta) , visto que lá fora o farmacêutico além de respeito profissional tem salários que chegam ficar no Top 5 entre salários mais altos . Tudo é uma questão de tempo .

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Filipe!

      Na minha opinião, o farmacêutico só vai ser valorizado quando o dono tiver que, exclusivamente, ser farmacêutico.

      Quando for assim, deixa de ser só um comércio e vira um estabelecimento de saúde. Ontem mesmo, fui numa drogaria comprar Lisador, e o cara me ofereceu o genérico pq era mais barato. Só que não era um medicamento genérico e sim um similar. Aí, ele me mostrou o medicamento e falou o preço e eu olhei pra ele e falei: tá, mas e o genérico? Aí, ele desconversou e disse que era a mesma fórmula e bla bla bla... Ou seja, ele ia me vender um similar como genérico, ele estava me enganando.

      Teve outra vez que eu fui nesta mesma farmácia e perguntei o preço do diclofenaco (ou nimesulida, não lembro). Aí ele respondeu: "5 caixas por 10 reais", como se fosse uma promoção. Eu perguntei "E uma caixinha só quanto é?. Ele respondeu: "2 reais". Ou seja, levando 1 caixa ou 5, o preço era o mesmo. Ele só queria me empurrar mais caixinhas.

      Então, enquanto este tipo de coisa existir, vamos mesmo continuar desvalorizados.

      Excluir
  40. Olá Eduardo, tenho visto seu post que fora publicado há anos, e realmente me preocupei, eu terminei o ensino médio em 2015, e desde aquela época estive interessado em cursar farmácia pelo extenso campo de atuação que esta área oferece, no início deste ano, iniciei o curso em uma faculdade privada, mas por motivos financeiros tive que trancar no fim do 1º semestre com o intuito de voltar agora em 2018 para o mesmo curso, porém, eu tenho gostado bastante do curso e não me imagino trabalhando em outra área, mas com os relatos postados aqui tenho sérias dúvidas, como funciona o pagamento da anuidade ao CRF?, só pode exercer a profissão se pagar ao órgão?.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, Dalvan! Obrigado pela sua visita e pelo comentário.

      Acho que se ser farmacêutico é o seu sonho e você não se vê fazendo outra coisa, então, faça faculdade de farmácia. Se é o que vc realmente quer, não se deixe levar somente pelas opiniões aqui do meu blog. Tem muita gente feliz trabalhando como farmacêutico. Outra coisa importante que vc deve saber é que não está fácil pra ninguém, em todas as profissões que vc escolher, um dia vc vai acordar e sentir que poderia ser mais valorizado. Uma ideia que eu posso sugerir a vc é: vá em drogarias e farmácias de manipulação, converse com o farmacêutico(a) e diga que vc pretende fazer o curso, se ele aconselha, quais as coisas ruins e quais as boas. Vá em farmácia de manipulação e peça se vc pode ver um pouco do processo de como se faz um medicamento, é uma área que dá mais prazer do que drogaria na minha opinião.

      Quanto ao CRF, vc é obrigado a pagar. Se não pagar, não pode exercer a farmácia. É o CRF que vai te dar a carteirinha de farmacêutico e que fiscaliza as farmácias para ver se elas tem realmente o farmacêutico. Eu até gostava das ações que o CRF fazia aqui no estado de SP. O CRF vc pode pagar em uma parcela com desconto ou dá pra dividir em umas 3 ou 4 parcelas, não me lembro bem.

      Enfim, se é o seu sonho, vai em frente, não tenha dúvidas, pois em qualquer profissão que vc escolher, nem tudo será só mar de rosas. E, sem dúvida alguma, será muito mais fácil enfrentar os problemas da profissão se vc amar o que faz.

      Excluir
    2. Este comentário foi removido pelo autor.

      Excluir
    3. Cara muito obrigado por responder, outa coisa que eu gostaria de saber é se o salário recebido fora do piso é somente nas drogarias, pois eu penso em seguir na área da indústria ou em hospitais, obrigado e um abraço.

      Excluir
  41. Bom dia a todos. Me formo daqui a 1 mês e vi que todos que trabalham em drogarias/farmácias estão bastante frustrados com a profissão. Tenho 2 perguntas pra fazer. 1 - Qual seria, na opinião de voces, o salário ideal para um farmacêutico que trabalhasse , sei lá, 40 h / semana numa farmácia/drogaria ? 2 - Vocês não acham que quase 100% de todas as profissões que vão trabalhar para o setor publico pagam mal ? Experimenta fazer medicina e prestar concurso numa prefeitura de interior. Vc pagou R$ 6.000,00 ou R$ 8.000,00 p mês (aqui tem faculdade que cobra isso), dai você vai prestar concurso de prefeitura e os caras querem te pagar R$ 10.000,00. O salário é alto ? É. Mas olha a mensalidade do curso, né não ? Engenharia é outra que está falida aqui no Brasil. Direito tem advogado virando taxista e já passa de 1 milhão de advogados no Brasil. Dentistas, pelo amor de Deus, foi-se o tempo que dava dinheiro também. Na minha opinião a unica profissão que paga bem é a de medicina e é se você for trabalhar no privado ou por conta própria. Pra mim um salário de R$ 3.500,00 tá otimo tendo em vista que o país esta falido e da pra tirar isso aqui no meu estado. A pessoa que faz faculdade hoje em dia achando que vai ganhar R$ 10.000,00 p/mês sem ser medicina está muito enganado.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Anônimo, talvez as reclamações giram em volta da remuneração, pois durante a faculdade o acadêmico é bombardeado de falsos argumentos e ilusões. Além disso, com a quantidade crescente de profissionais, o farmacêutico perde ainda mais seu valor dentro da farmácia. Na minha opinião, a indignação de grande maioria está relacionada ao abuso que predomina sobre a profissão, o desvio de função, o abuso da jornada de trabalho r outros. Talvez, a aceitabilidade seria bem maior se a profissão fosse exercida como realmente é para ser, não sermos tratados como balconistas e/ou outros(sem onfensas para com esses cargos). Mas, percebe-se que a obrigatoriedade do farmacêtico é geradora de um sentimento de rebeldia por parte do patronal,ou seja, é vista como um "calo no pé deles". Para isso, somos obrigados a realizar funções que não cabem a nós, e isso, cria em nós um setimento de inutibilidade. Tavez, ganhar muito não seja o criador de tanto descontentamento. Detalhe, a maioria dos que reclamam estão alocados em prefeituras, hospitais públicos, farmácias individuais e grandes redes, nenhum desses valorizam o trabalho e a importância desse profissional.

      Excluir
  42. Há alguns anos já havia lido este post em um momento de extrema frustração. Depois de 9 anos de formada e todas as decepções possíveis, decidi mudar minha vida. Conheci o curso Alfacon, decidi que queria ingressar nas carreiras policiais, peguei meu seguro desemprego e comecei a estudar. E me apaixonei!! Estudei por 2 anos, um período sem trabalhar, e outro período trabalhando, muita luta, dedicação e uma vontade enorme de mudar. E a recompensa veio. Ontem mesmo levei meus documentos para a posse no cargo de Agente Penitenciário da SUSEPE RS. Vou sair ganhando 5000, trabalhando 24x72, com excelente plano de carreira e em uma carreira de respeito, prestes a se transformar em Polícia Penal, constitucionalmente. Estou extremamente feliz, digo para todo mundo que eu puder, jamais cursem farmácia, saiam enquanto é tempo. E aos que estão perdidos, invistam em um novo sonho, pois por mais difícil que pareça, quando você deseja muito uma coisa e põe toda sua força naquilo, a recompensa vem.

    ResponderExcluir

Leitores, se forem comentar como anônimo por facilidade, peço que deixem pelo menos seus primeiros nomes como assinatura.

Mas se fizerem questão do anonimato, não tem problema!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...