domingo, 21 de agosto de 2011

Farmácia: profissão desvalorizada

“Mas o que eu quero é lhe dizer

que a coisa aqui tá preta”

Meu caro amigo – Chico Buarque

A profissão mais desvalorizada da face da Terra é a farmácia. Ser farmacêutico dá desgosto, dá vontade de chorar.

Eu sei que todos os profissionais, de qualquer área que seja, sentem-se desvalorizados e gostariam de ter um pouco mais de reconhecimento. Mas algumas profissões reclamam de barriga cheia. Não é o caso da farmácia. A coisa está feia para o farmacêutico.

Confesso que prometi para mim mesmo que este ano, se eu não arrumasse nada digno na área farmacêutica, sairia dela e arrumaria outra coisa para fazer. Porém, no decorrer dos meses, eu fui desanimando cada vez mais e muito antes do meio do ano eu já tinha resolvido:

– Não quero mais!

Mas sempre há aquela luz no fim do túnel. Sabe aquela pequena possibilidade que existe do jogo virar? Pois bem, esta possibilidade morreu. A luz no fim do túnel se apagou quarta-feira passada.

Era hora do almoço. Atendi o telefone e perguntaram se eu era o Eduardo. Respondi que sim. Então, ele disse:

– Aqui é da drogaria que você deixou currículo. Estou ligando porque a minha farmacêutica saiu e estou precisando de farmacêutico. Você já está trabalhando?

Eu respondi que sim, mas que não estava na área de farmácia. Perguntei quanto ele pagava e, então, meu sonho farmacêutico morreu definitivamente:

– Olha, aumentei o salário da minha farmacêutica no mês passado. Estou pagando 800 reais.

Continuei a conversa normalmente, mas decepcionado, pois o piso salarial está em 1800 reais. Disse que não me interessava, mas que se conhecesse algum colega desempregado falaria para levar o currículo lá. Desliguei o telefone e dei uma risadinha irônica.

Fiquei revoltado e não quero mais saber de farmácia. A maioria das farmácias de Barretos pagam mais ou menos isso, por isso, vou trabalhar em algo que não tenha muita responsabilidade. Se é para ganhar mal, que seja fazendo algo menos estressante.

Me considero bom. Não sou um dos melhores farmacêuticos do país, mas acho que estou um pouco acima da média. Enfim, é isso que estou vendo na farmácia: muita gente boa abandonando o barco. Isso é gravíssimo. E se só sobrarem profissionais ruins?

Como farmacêutico eu morri. Não quero mais trabalhar com isso enquanto a cobrança e a responsabilidade forem muitas e o retorno financeiro for pouco. Por isso, meu próximo post se chamará Tchau, Farmácia.

Eduardo Franciskolwisk

P.S.: A imagem acima foi retirada do blog Saúde da Vítima. Clique e conheça este blog que fala sobre farmácia: http://saudedavitima.blogspot.com/. Eu recomendo!

48 comentários:

  1. Oi Eduardo!

    Sim, com certeza pode usar e abusar da imagem. Eu criei numa tarde de muita decepção no meu trabalho de farmacêutica. Tá feia a coisa. Somos palhaços nos nossos ambientes de trabalho.
    Abraço, Michelle.

    ResponderExcluir
  2. Depois de ler esse post aqui, confesso que deu até uma vontade de rasgar o diploma... Digo-lhe uma coisa: Nem tudo está perdido... Sou do RJ e trabalho na área magistral há mais de 15 anos e ao contrário das drogarias, cada vez mais a presença do farmacêutico é exigida nessa área... posso afirmar que numa farmácia com manipulação nada anda (dentro das regras) sem a presença de um bom profissional farmacêutico. Com a cobrança das RDC's exclusivas para as farmácias magistrais, a coisa ficou mais complexa para os "leigos"... são muitas cobranças, não nego isso, as responsabilidades são muito, mas muito maiores do que as das drogarias, mas pelo menos você vive a "Essência" do verdadeiro farmacêutico ali com o umbigo na bancada do laboratório, seja realizando uma manipulação ou testando a estabilidade de uma nova formulação ou ainda criando POPs baseado nas resoluções pertinentes... ou seja, somos obrigados a nos manter atualizados... todos os dias somos surpreendidos por uma nova RDC e dentro da "hierarquia" de uma farmácia com manipulação o farmacêutico é o mais respeitado (ou deveria ser) e não sofremos tanto com as empurroterapias da vida, já que não podemos, por lei, vender sem prescrição médica... Conheço algumas farmácias que burlam as regras, mas acredito que fazem, mas fazem com muito medo... sem contar que o salário do farmacêutico magistral é o dobro do piso das drogarias com RT. Pelo menos aqui no RJ o próprio CRF não aceita inscrição com salário inferior ao estipulado pelo sindicato, que hoje é de R$ 3.500,00 com RT aproximadamente... não é o ideal, sem dúvidas merecemos bem mais devido às nossas responsabilidades... mas, fazer o que... Te dou um conselho de colega: Não desista... procure saber comno funciona o método das farmácias com manipulação da sua região e tente mais uma vez!!! Forte abraço!!!

    ResponderExcluir
  3. Olá colega. Estou tão decepcionada quanto você.
    Nossa profissão está banalizada, pra dizer a verdade.
    Estou bem a fim de buscar outro ramo, já que o que estudamos e temos previsto em legislação e código de ética não é respeitado pelos donos de farmácia. Nos lugares onde já trabalhei busquei sempre trabalhar corretamente, mas sempre acham um jeito de passar por cima das nossas orientações.
    Não é fácil dar murro em ponta de faca!! É desgastante e o salário não compensa nem um pouco!!!

    ResponderExcluir
  4. cara eu sei que as vezes o mundo te desanima,mas esses obstaculos são normais,acho q seria legal vc continuar pesquisando em outras cidades e até outros estados,certeza que algum lugar daria certo,abraço

    ResponderExcluir
  5. Concordo com vc,eu também tenho bastante esperiência e sabedoria com dispensação em drogaria e em saúde pública, porém é desanimador o não reconhecimento da nossa profissão pela população e também pelos colegas de trabalho, que acham que o farmacêutico é um simples ENTREGADOR DE REMÉDIOS.To tão desanimada que penso em encontrar um trabalho em outra profissão qualquer, pois QUALQUER UM ganha o salário maior que o nosso sem precisar de diploma e sem ter responsabilidade e estresse.INFELIZMENTE nesse país funciona assim, é triste, pois como vc disse, lá na frente só vão sobrar POUCOS e estes não terão tanta sabedoria devido a tanat desestímulo.

    ResponderExcluir
  6. O piso farmacêutico é uma piada...em Sampa hoje é 2.100 o salário base, se vc for subtrair todos os descontos, você acaba recebendo um salário líquido de $1.700 a $1.750 no máximo...Mas isso é Brasil neh...fazer oque!!! Vergonha!!!

    ResponderExcluir
  7. caros colegas! Tô abandonando o barco!! Os donos de farmacias ou estão fazendo a faculdade para nao mais pagar ao farmaceutico, que na cabeçadeles nao serve pra nada apenas para atrapalhar a empurroterapia!! E as grandes redes querem farmaceuticos balconistas!! mas ora pra ser balconista nao precisa de diploma e nem estudar por cinco anos em uma faculdade e ainda fazer pós!! Um dia quando o SUS nos der espaço, a farmacia nao for um simples comercio e o salario for digno e der pra pagar todas as minhas contas sem ficar no vermelho, eu volto!! Mas até lá, vou fazer outra coisa que exija menos de mim, que nao tenha que ficar de pé 8h diarias, pra vender e vender...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O SUS é uma merda. A saúde brasileira não tem jeito tão cedo. As prefeituras de cidades menores não dão condições de se fazer um trabalho digno, não tem pessoal, não investem. Com certeza alguém rouba o dinheiro. Eu voltei para a área de farmácia, foi um bom aprendizado, mas depois recebi uma proposta pagando o mesmo valor, mas as condições de trabalho são outras. Pulei fora de novo.

      Excluir
  8. Pois é ... Estou me formando em 2014/2 ,vejo muita gente se ferrando com farmácia.. Salvo os donos de farmácia..e não está nada fácil para eles devido as grandes redes a concorrência ser grande ... Eu só não desisto de farmácia em respeito aos meus pais ... Mas a minha irmã mais velha é formada em fisioterapia .. Uma merda de curso assim como farmácia... Só que o farmacêutico ganha mais que o fisioterapeuta....e no inicio do ano sentamos para conversar .. Vamos colocar uma loja 1,99 e vamos ganhar dinheiro e ser finalmente felizes !!!! Hoje tenho 26 anos .. Ela 32 ... Mas nunca é tarde para largar esses diplomas fuleiros .. Pena eu e minha irmã não termos largado as faculdades e ter aberto isso antes ..mas a vida é um aprendizado e conhecimento iremos ter pelo resto da vida... GALERA LARGUEM A ÁREA DA SAÚDE DE MÃO.... E medicina até os médicos trabalham como escravos para os planos de saúde....

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Acho que o fisioterapeuta tem condições de ganhar mais do que o farmacêutico, porque imagino que para o fisioterapeuta seja mais fácil montar um consultorio, ou seja, é mais barato. Então, ele pode trablahar por conta própria. Já o farmacêutico, para andar com as próprias pernas ele precisa montar uma farmácia e o preço é bem mais caro.

      Se vcs acham que isso é o melhor pra vcs, desejo boa sorte. Realmente, não está fácil para ninguém e ter diploma não significa nada. Vamos atrás do dinheiro!

      Excluir
  9. Trabalhei por 5 anos como Farmacêutico RT de outros proprietários, tive uma por 1 ano , hoje sou concursado a 2 anos em um Município pequeno, salário desfasado ja vem se arrastando a 6 anos segundo companheiros da saúde , plano de cargo e carreira o prefeito engavetou , e digo uma coisa pra vcs , larguem faculdade de farmácia , hoje tenho família e não consigo ter um carro popular simples, mau consigo pagar as contas básicas , sem luxo algum, piso é uma Vergonha Nacional, uma faculdade tão espetacular onde com toda certeza damos de 10 a 0 em qualquer farmacologia medica, largados e desvalorizados . Infelizmente

    ResponderExcluir
  10. Não sou da área de farmácia mas gosto de remédios. E fico impressionado como tanto conhecimento, no mais das vezes, é desperdiçado e desvalorizado. Área muito linda que um dia sonhei em seguir. Hoje sou engenheiro mas curioso do mundo das drogas.

    ResponderExcluir
  11. Eduardo, sou de Curitiba onde o piso é de R$2400,00 e ainda encontramos farmacêuticos que aceitam "trabalhar" por menos que o piso..
    É decepcionante, mesmo! O dom, gosto pela profissão ficam para trás quando nos deparamos com as injustiças salariais e dos CRFs, burocracia e má-vontade das Visas... Conheço inúmeros farmacêuticos que continuam na área enquanto não encontram outra coisa para fazer. Essa história de colocar toda responsabilidade no "..." do farmacêutico é fácil, quero ver é fazer funcionar o tal "estabelecimento de saúde" sem bem-remunerar o profissional!

    ResponderExcluir
  12. São os farmacêuticos que aceitam trabalhar ganhando menos que o piso, se a classe fosse mais unida isso não existiria, uma vez que, todo estabelecimento de farmácia têm que ter um profissional técnico responsável, graduado em capacitado. Nós, farmacêuticos, devemos nos apoiar nisso pars dizer não ao patrão que faz esse tipo de proposta. Eu amo a minha profissão, ralei muito para estudar e me formar para jogá lo no lixo. Seguirem batalhando pela minha valorização pessoal e profissional. E isso não é uma questão de dinheiro, nem de piso salarial.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu entendo o seu pensamento.

      Mas se vc pegar uma pai (ou mãe) de família que é farmacêutico e está desempregado faz 6 meses e lhe oferecer um salário abaixo do piso vc acha que ele não aceitaria?

      Se vc pegar um recém-formado e que não consegue emprego e lhe oferecer um salário abaixo do piso porque ele está começando, vc acha que ele não vai aceitar? ----> ops, este caso é real, eu aceitei!

      Mas o que quero dizer é que tudo depende da necessidade. Entre passar fome ou ganhar menos que o piso, qual vc escolheria?

      É uma situação complicada. E acho que cada um deve fazer a sua parte. Eu aceitei ganhar menos temporariamente. Quando vi que a situação não ia melhorar, pulei fora. Ou seja, prefiro ser outra coisa do que farmacêutico. Se todos fizerem isso, não teria mais farmacêuticos e aí, veriam o quanto ele é importante para a sociedade. Ou não...

      Excluir
  13. Farmacêutico Krusty16 de novembro de 2014 06:57

    Olá colegas farmacêuticos juro pra vocês que essa profissão está a beira do caos, cada dia mais cobrados, fazendo serviços não pertinentes a nós e ganhando uma PORCARIA de remuneração, sem contar que não somos reconhecidos pelos outros profissionais de saúde, até aos Leigos balconistas e tampouco respeitados e requisitados pela sociedade que nos ignoram pedindo informações a um mero leigo balconista, me desculpem o desabafo, isso com apenas 2 anos de formação. Não quero isso mais pra mim, estou estudando pra entrar em Medicina, pulem do barco enquanto é tempo....

    Um abraço a todos

    ResponderExcluir
  14. Agora ja é 2016... Eu me formei em farmacia em 2012. Trabalhei em farmacia magistral e em drogaria. A farmacia magistral pelo menos te garante uma função, mas a drogaria é frustrante. Abandonei a farmacia e fui fazer algo que apesar de ganhar pouco (o mesmo que eu ganhava como farmacêutica) trabalho muito menos, não tem tanta responsabilidade. O chato da farmacia é ganhar pouco, ser desvalorizado, e ainda ter responsabilidade demais. Pra mim não compensou... Tenho colegas de universidade concursados e que se dizem satisfeitos com a profissão. Fico feliz por eles, mas para mim não deu. Não sinto saudade nenhuma dos tempos de farmacêutica.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Somos dois. Tenho o mesmo pensamento e fiz o mesmo, mudei de área.

      Que bom que as coisas se encaixaram pra vc!

      Excluir
  15. É decepcionante mas é pura verdade a desvalorização dos farmacêuticos. Mas entendo que muito desse desprezo que o farmacêutico está passando se deve aos próprios órgãos que deveriam ajudar a categoria. Pois na hora de cobrar as anuidades o conselho de farmácia e o sindicato são ótimos em fazê-lo, agora deixam muito a desejar no dever de elevar a valorização do profissional frente a população bem como aos ambientes nos quais exercem suas atividades.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. o conselho regional de farmácia que conheço, fica na cidade de sinop-MT. É muito fraco, só cobram anuidade, permitem que hospitais, upa, laboratórios e até farmácia tenham uma rotina normal sem farmacêutico, a profissão é fraca, não tem influencia politica em nada, é vista como despesa por pratões, nunca investimento.. MINHA VIDA VIROU UMA DROGA APOS FORMAR NESSE LIXO DE PROFISSÃO.

      Excluir
  16. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  17. O Melhor farmacêutico é a bula do remédio.
    Pelo menos no Brasil, o farmacêutico é um mero dispensador de medicamentos, não tem licença para prescrição de medicamento.
    Ao entrarmos em uma farmácia, com uma receita médica, qualquer um ali dentro pode nos atender e em caso de dúvida é só ler a bula.
    Não precisamos de farmacêuticos, da classe farmacêutica.
    O que faz um "farmacêutico"?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Tenho essa ideia da profissão também. se não existir mais farmacêutico, não fara falta a ninguém na sociedade, logo aprovam técnicos para assinar como responsável técnico e tudo acaba, me formei na federal do MT. até hoje me pergunto oque fiz da minha vida ? sou dispensável e tudo que faço, logo sou facilmente substituível, se eu não estiver aqui, a farmácia continua do mesmo jeito... rezo para que as pessoas ao lerem isso tomem outro rumo na vida, pois esse definitivamente é´péssimo.

      Excluir
    2. Eu tenho uma postagem onde falo exatamente isso, segue o link: http://franciskolwisk.blogspot.com.br/2009/11/farmacia-de-proprietario-farmaceutico.html .

      Farmacêutico é muito dispensável. Se ele não estiver na farmácia a farmácia continua normal. Nada pára.

      Excluir
  18. Gostaria de saber qual é melhor entre enfermagem e farmácia?
    Curso o 3 semestre de enfermagem e sempre gostei desses dois cursos, porém optei por enfermagem.
    Sou do Rio de Janeiro !!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Rafael

      Acho que infelizmente não posso te ajudar. Eu não saberia dizer qual dois cursos é melhor. Acho que os dois tem prós e contras. Mas se vc optou por enfermagem, este deve ser o melhor pra vc!

      Outra coisa, eu sou um farmacêutico desiludido. Então, minha opinião não teria nenhum senso de razão. Só emoção negativa pro lado da farmácia.

      Excluir
  19. Meu DEUS, que desastre virou minha vida, era uma pessoa animada, gostava de min mesmo, hoje esse lixo de profissão que cursei, só prejudicou minha saúde psicológica e financeira. DEUS me liberta dessa rotina de sábado, domingo e feriado trabalhando. me de uma oportunidade de recomeço. Amem.. e para todos que cursam saiam fora o quanto antes, NÃO SEJA UM FRACASSO..

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Amei seu comentário. É exatamente isso que sinto.

      Excluir
    2. Calma, muita calma nesta hora.

      Sempre e com todo mundo, acontece de a vida dar uma rasteira. E aí a gente fica meio perdido, sem saber pra onde correr. E é neste momento em que é preciso sentar, pensar no que realmente vc quer para sua vida e depois levantar e tentar realizar o novo plano.

      Se está prejudicando sua saúde, talvez seja melhor mesmo tentar a mudança. Talvez farmácia, não fosse, no fundo da sua alma o que vc realmente queria. Tente ser um SUCESSO em outra coisa.

      Excluir
  20. Há quanto tempo esse texto foi escrito e ainda hoje continua a mesma situação. Como todos aqui, também estou decepcionada e, por isso, deixo aqui meu comentário desabafo. Acabei de me formar em agosto desse ano e ainda nem fui retirar meu diploma. Minha decepção com a profissão começou no último ano de faculdade. Resolvi não abandonar, pois ainda que não seguisse a profissão, poderia continuar meus estudos (pós, mestrado etc) e também porque já não sou mais tão jovem. Mas confesso que entrei num momento muito difícil de depressão por conta desse curso. Estudei muito, procurei fazer tudo na honestidade, saí de meu emprego anterior para poder cumprir as horas de estágio (muitas por sinal), fiz meu próprio TCC (não comprei como muitos da minha turma), enfim... E descobri que nada valeu a pena. Já como estagiária percebi que éramos apenas mão de obra barata, seja manipulação, hospital ou dispensação. Não aprendi nada em estágio algum. Trabalhávamos como estagiárias quase de graça e muito mais que qualquer funcionário, sendo cobradas igualmente ou até mais. Fora quando éramos obrigadas a ouvir piadinhas sem graça do próprio farmaceutico. Também passei por um estágio em que simplesmente fazíamos uma caminhada de cinco horas e quarenta e cinco minutos, separando medicamentos. Alguém aí já fez uma caminhada de cinco horas e quarenta e cinco minutos? Mas minha decepção maior foi quando terminei a faculdade e vi o que muitos aqui disseram: o salário e a cobrança/ responsabilidade. Simplesmente descobri que vou ganhar menos de farmaceutica do que ganhava em meu antigo emprego, onde possuía apenas o ensino médio, e trabalhar muito mais (sábados, domingos e feriados). Entrei em depressão! Com muito custo tenho conseguido sair dela, mas não está sendo fácil. Agora percebo que 90% da minha turma de faculdade era feita de balconistas de farmácia (nada contra) que queriam somente o diploma pra ganhar uns trocados a mais, isto é, para eles o salário de farmaceutico ainda vale a pena, mesmo porque o trabalho deles continuará sendo o mesmo, isto é, trocar receita por caixinhas e, de vez em quando indicar algum medicamento. Por isso é que a profissão não vale a pena. Desistam enquanto há tempo! Quero trabalhar para viver e não viver para trabalhar e ainda ganhando merreca. Mas uma solução para quem ainda ama a profissão é dar aula em universidades. Ou prestar concursos nesta e em outras áreas. No mais, concordo com todos aqui

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, Lane!

      Obrigado por deixar seu comentário aqui no blog.

      Fiquei curioso em relação ao seu estágio onde vc teve que andar por 5 h e 45 min. Como foi isso? Vc poderia falar mais detalhadamente?

      Um dica minha, se vc se desiludiu mesmo da farmácia, poderia tentar voltar para o seu emprego anterior, já que ele te pagava mais. Seria possível?

      Espero que vc consiga sair da depressão de forma definitiva. Te entendo bastante porque tb sofro com isto.

      Excluir
    2. Muito obrigada pelo retorno Eduardo, amei seu blog e me identifiquei muito. O local onde ocorre essa coisa desumana é no HC da FMUSP. A gente parava 15 min para ir ao banheiro e comer algo (como em todos os estágios) e após isso continuávamos nossa caminhada de pegar receitas e separar medicamentos onde andávamos sem parar dentro de um galpão. Infelizmente não tenho como voltar ao meu antigo emprego, agradeço muito pela sugestão. Estou melhor da depressão, pretendo trabalhar em outra área mesmo é continuar os estudos. Busquei hoje meu histórico escolar (ufa!). A gente ficar desanimada não dá né, o jeito é levantar a cabeça e seguir em frente. E é isso que decidi fazer, afinal, a vida continua e não espera ninguém. Abço.

      Excluir
  21. A profissão está com dias contados. Fiz UNESP araraquara e no ano que entrei deu 36c/v, hoje dá menos que 10, ninguém mais quer. Estudar 5 anos período integral pra ganhar ninharia e ser considerado abaixo de enfermeiro e dentista é dureza. Estou fazendo direito, sei que é carreira difícil, mas sair de farmácia virou questão de honra. Tenho vergonha de dizer que sou farmacêutico.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Se está ruim assim pra vc, que estudou na conceituada UNESP, imagina pra mim que estudei em faculdade particular meia boca!

      Valeu pelo seu comentário!

      Excluir
    2. Eu abandonei a profissão também. Me formei em 2005, em farmácia e bioquímica,, pela UEPG, no PR. Devido ao baixo salário e ao excesso de trabalho e preocupações, tive depressão e, em 2010, câncer. Hoje estou bem, graças a Deus, e vou iniciar outra faculdade. Quanto a dar aulas, como li em alguns posts acima, os professores orientadores não escolhem os melhores alunos, mas os seus "puxa-sacos" durante a graduação. Fujam dessa roubada, deixem que a profissão acabe, pois não fará falta à sociedade mesmo.

      Excluir
    3. Oi, Anônimo

      Fico feliz que esteja bem. Eu ainda tenho um pouco de depressão, penso que é uma doença que não tem cura. Então, vou ter de conviver com ela a vida inteira. Espero que seja diferente com vc.

      Os "puxa-sacos" se dão bem, não só na faculdade, mas no trabalho e na vida, de uma forma geral. Porém, na minha opinião, puxa-sacos são pessoas falsas nas quais não se pode confiar. Além de puxar sacos, acho que também puxam tapetes.

      Nunca vou conseguir nada se eu tiver que puxar saco ou ficar lambendo as bolas de alguém. Seria assinar meu atestado de incompetência.

      Excluir
  22. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Este comentário foi removido pelo autor.

      Excluir
    2. Pessoal boa tarde.
      Estou fazendo um curso superior da área da sistema de informação
      Tendo em vista que notei que nao gosto da área, e estou pensando em abandonar o curso e fazer farmácia ,gostaria de pedir aos senhores algumas sugestões como é o mercado e se vale a pena investir? Quanto um profissional hj recém formado ganha? Esta saturado ?
      E quais serias as vantagens e desvantagens caso eu me tornar farmaceutico?
      Obrigado ,ficaria feliz que se vcs me respondessem, tenho 25 anos.

      Excluir
    3. Olá Diego.

      A pergunta que vc faz é um pouco difícil de responder porque é uma assunto muito pessoal. Se compensa investir na área vai depender do que vc quer como profissão, de qual sempre foi o seu sonho, se vc tem dinheiro pra montar uma farmácia própria. Aconselho que dê uma lida nos comentários acima e busque também outros lugares para pegar conselhos. Vc poderia ir até uma farmácia perto da sua casa e trocar umas ideias com o farmacêutico.

      O piso salarial de um farmacêutico no estado de São Paulo é 2.945,00. Mas poucas farmácias pagam isso, o que é contra a lei. O valor do piso depende do estado em que vai trabalhar, então, se vc não morar no estado de SP, procura no google o piso do seu estado.

      Na minha cidade está saturado de farmacêuticos porque aqui tem uma faculdade que oferece o curso. Então, lugares assim ficam saturados facilmente.

      Vantagem: se vc gostar da área vai trabalhar feliz
      Desvantagem: trabalhar finais de semana, não receber o piso e não ser valorizado na área de saúde (farmácia é mais comércio mesmo).

      Espero que tenha ajudado.

      Excluir
  23. Anuidade do CRF 2017...mais de 520 reais. Salve-se quem puder!

    ResponderExcluir
  24. Ser farmacêutico já era. Além de ganhar mal temos o desconforto de um conselho que só fiscaliza os cadastrados e lugares legalizados. Deveria fiscalizar lugares ilegais, prefeituras sem farmacêuticos, hospitais sem farmacêuticos. Os únicos por enquanto que ainda ganhar com as ciências farmacêuticas são os professores universitários. Mas já tenho mestrado e não serve de porcaria nenhuma, a concorrência é enorme. Hoje tenho dois empregos... Sou mototaxista e vigilante, não me arrependo. Não pago mais CRF que é um valor absurdo, para um grupo seleto ganhar as minhas custas . Tenho amigos que são taxistas, motoristas, comerciantes. Todos abandonaram essa profissão porcaria. Estudei tanto só para perder tempo. Já foi estatus ser um doutor farmaceutico. Hoje ganho muito mais e o melhor a responsabilidade é bem menor.

    ResponderExcluir
  25. Olá. Vim fazer uma pesquisa pra ver se alguém mais está como eu, sofrendo por uma profissão desvalorizada e cheia de problemas. Vejo que não é só comigo, muitas pessoas passam pela mesma situação. Acabei de entrar na quinta farmácia e mais uma vez frustração! Farmácias parecem que só mudam de endereço mesmo... hoje fui chamada a atenção por causa de empurroterapia que não quis fazer por perceber que o paciente precisa ir ao médico... eh humilhante! ����
    Não sei o que fazer. O pior eh que dono eh alguém que conheço há anos e me sinto sem coragem de falar pra ele que não concordo com as coisas erradas q acontecem lá.
    Ainda não troquei de ramo pq não tenho ideia do que fazer e nem dinheiro pra abrir algo.
    Estou desesperada, com crise de enxaqueca, sem vontade nenhuma de ir trabalhar.
    QUEM ESTÁ PENSANDO EM FAZER FARMÁCIA: POR FAVOR, NÃO FAÇA!!! NÃO ACABE COM SUA VIDA.

    ResponderExcluir
  26. Parabéns Eduardo pelo blog e o quão é interessante este fórum e seus debates...o texto , base para esses comentários é de 2011, estamos em 2017 e pelo visto nada mudou, por sinal piorou...A desvalorização da profissão é atemporal e evolui de modo preocupante e não menos impressionantes...Quando pensei em fazer farmácia tinha aquela " tola " , "romântica" de trabalhar pelo benefício da saúde das pessoas e mal saindo da faculdade a decepção começou a se evidenciar...salário pífio, aviltamento de função , desprezo pela informação ...uma abismo literalmente , me recordo quando há 15 anos atrás ingressei na faculdade , na universidade pública a média era de 15 por vaga , no vestibular mais recente de janeiro de 2017 a densidade baixou para " 3,30 " por vaga...isto mesmo " 3,30"...ou seja ...haverá um momento que ninguém mais vai querer cursar farmácia...pois não compensa em função da injusta tríade...valorização..conhecimento ...responsabilidade...
    O farmacêutico atualmente é o "mal necessário" para os proprietários de farmácias sejam elas de redes ou particulares ...e só contratam em função da obrigatoriedade da lei de 1973( que por sua vez passou obsoleta ao longo dos anos) , pois as pessoas tanto as que contratam como os usuários do " saber farmacêutico" não dão importância para o mesmo...
    A profissão está com os dias contados...já estou me organizando para ter outra formação, que tenha o mínimo de valorização, pois como uma pessoas que aqui também comentou " a gente vive trabalhar e não trabalha para viver"...e isso é muito desgastante , decepcionante e desalentador....quem puder saia fora ...e quem ainda não entrou, busque outra formação...isto fará toda diferença na vida destas pessoas.....forte abraço

    ResponderExcluir
  27. Pulei fora do curso de farmácia no 1° ano. Logo vi que era furada. Nem os professores acreditam na profissão, diziam isso abertamente em sala de aula.
    Viver neste país não é fácil.

    ResponderExcluir

Leitores, se forem comentar como anônimo por facilidade, peço que deixem pelo menos seus primeiros nomes como assinatura.

Mas se fizerem questão do anonimato, não tem problema!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...